Você está aqui: Página Inicial > Notícias > “Chama Empreendedora” pode aumentar visibilidade de empresas regionais

Notícias

“Chama Empreendedora” pode aumentar visibilidade de empresas regionais

Projeto visa incentivar ações empreendedoras e fomentar o comércio exterior.
por Márcio Gallo publicado: 25/05/2016 15h28 última modificação: 27/05/2016 12h45

Cerca de dez empresas regionais amazonenses, destacadas por suas potencialidades para participar do "Chama Empreendedora", reuniram-se nesta quarta-feira (25), para uma reunião preparatória do projeto que visa incentivar ações empreendedoras e fomentar o comércio exterior. Uma iniciativa da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRio), o projeto conta com apoio local da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) – que representa o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços –, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amazonas (Sebrae/AM), Correios, Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (CIN/Fieam), Correios, Fecomércio e o governo do Estado do Amazonas, representado pelo Comitê Olímpico Manaus 2016.

Ocorrido na sede da SUFRAMA, o encontro teve por objetivo discutir a próxima ação do projeto durante a passagem da tocha olímpica pelo Amazonas, que está agendada para ocorrer nos dias 19 e 20 de junho. O evento deve atrair a atenção nacional e internacional para o Estado, o que propicia uma boa oportunidade para as empresas da região. “Vamos realizar um workshop, no dia 17 de junho, que pode ser visto como uma vitrine para que as empresas regionais possam expor seus produtos e apresentar seus portfólios. Esta será uma oportunidade interessante, tendo em vista a presença de turistas e membros da imprensa nacional e internacional”, destacou a coordenadora geral de Comércio Exterior da SUFRAMA, Sandra Almeida.

Marcelo Dias, que representou o Comitê Olímpico Manaus 2016 durante a reunião, apresentou os objetivos do projeto “Chama Empreendedora” aos empresários e afirmou que, por Manaus sediar algumas partidas de futebol dos Jogos Olímpicos, “é interessante aproveitar essa mídia espontânea que ocorrerá ao longo do evento para divulgar as marcas das empresas regionais”.

Outro tema destacado durante a reunião desta quarta-feira foi a possibilidade de incrementar a inserção dos produtos regionais no mercado externo, tendo em vista o apelo positivo que a região amazônica tem no exterior. A coordenadora Sandra Almeida, que também atua no Comitê Gestor do Plano Nacional da Cultura Exportadora no Amazonas (PNCE/AM) disse que o assunto já vem sendo bastante debatido, inclusive, com o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, em especial diante do atual cenário econômico brasileiro e das condições favoráveis que a taxa cambial oferece para o incremento de exportações.