Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Acre lança Bola de látex na Itália

Notícias

Acre lança Bola de látex na Itália

Produto foi feito a partir da extração na reserva extrativista Chico Mendes e lançada na Itália pela cooperativa acreana.
publicado: 26/04/2010 00h00 última modificação: 03/05/2016 15h18

Os produtos regionais da Amazônia têm despertado bastante interesse por parte do público que visita a 74ª Mostra Internazionale dell´Artigianato, em Firenze. A grande novidade da feira é a bola ecológica feita de látex, a partir da extração na reserva extrativista Chico Mendes e lançada na Itália pela cooperativa acreana, que representa 170 artesãos e grupos de artesãos do Estado do Acre. Segundo o Secretário Estadual de Esporte, Turismo e Lazer do Acre, Cassiano Marques Oliveira, é uma bola socialmente justa, ambientalmente sustentável e ecologicamente correta, além de ser reciclável. A cooperativa também trouxe para exposição outros produtos de origem florestal: madeira, sementes, fibras e borracha.

Cassiano Marques está animado com a expectativa de negócios com o mercado italiano, sobretudo do ponto de vista do turismo e a promoção da rota turística Amazônia-Andes-Pacífico. No contexto dessa rota o Estado do Acre trabalha quatro roteiros internos: Caminhos da Revolução Acreana, Caminhos de Chico Mendes, Caminhos do Pacífico e Caminhos das Aldeias e da Biodiversidade. Essa rota integra os roteiros do Amazonas, Rondônia e agora do Mato Grosso com o Pantanal. Cassiano explica que dentro dessa integração de roteiros existe a conexão com o Peru, que possibilita um roteiro internacional inédito e de grande interesse cultural, envolvendo os atrativos culturais dos Andes e da costa do Pacífico.

Outra que está animada é a designer Thamy Pezza, que tem sido bastante visitada no estande em razão de suas confecções, principalmente biquínis com acessórios regionais.

Na opinião do Diretor Superintendente do SEBRAE-AM, Nelson Rocha, a participação das micros e pequenas empresas da Região Amazônica na Mostra Internacional de Firenze é muito oportuna, pois hoje o sistema SEBRAE como um todo pede a todas as unidades federativas que desenhem todos os seus projetos com foco no mercado nacional e internacional. Nelson esclarece que antes os projetos eram desenhados visando qualidade, capacitação, volume de produção e gestão, para trabalhar a gestão das empresas. Agora não, no mínimo 20% de todas as ações do SEBRAE estão focadas no mercado, na colocação das pequenas empresas, pequenos negócios no mercado, seja ele nacional ou internacional, razão de destinar parte do orçamento da instituição para prospecção de mercado, através de participação em missões e feiras, trabalhando fortemente a inclusão no mercado externo. Segundo Nelson, o número de micros e pequenas empresas exportadoras é muito pequeno. Em todo o Brasil existe cerca de 14 mil micros, pequenas e médias empresas.

Nelson Rocha destacou o trabalho de parceria de muitos anos entre SUFRAMA/SEBRAE e garante que o caminho dessa parceria é brilhante.