Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Apex-Brasil quer trazer projeto de qualificação às exportações do Amazonas

Notícias

Apex-Brasil quer trazer projeto de qualificação às exportações do Amazonas

Iniciativa visa a captar, treinar e preparar empresas locais para o mercado externo.
por Layana Rios publicado: 18/11/2015 13h49 última modificação: 28/01/2016 12h02

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) deve trazer, em 2016, o Projeto Extensão Industrial Exportadora (Peiex) para o Amazonas. A informação é do supervisor da coordenação de Competitividade da Apex-Brasil, Tiago Terra, que apresentou nesta quarta-feira (18), no Comfort Hotel, palestra durante o seminário “Apex-Brasil e a Inserção Internacional”, integrante da Jornada de Seminários da oitava edição da Feira Internacional da Amazônia (FIAM 2015).

O Peiex é uma metodologia estruturante com o objetivo de auxiliar as empresas iniciantes no comércio exterior a se qualificar para a exportação, reforçando a base exportadora brasileira. Segundo Terra, a Apex-Brasil fará um convênio com uma instituição local, por meio do qual será contratada uma equipe multidisciplinar que, através da metodologia do Peiex, irá captar, treinar e preparar empresas para o mercado externo. “Estamos em fase de planejamento e a implantação do Peiex está prevista para 2016. É uma primeira ação da Apex-Brasil no sentido de garimpar mais empresas da região e trazer o mundo da Apex pra cá, assim como levar a diversidade daqui para a Apex-Brasil”, explicou.

A Apex-Brasil é uma agência vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) voltada à promoção de produtos e serviços brasileiros no exterior e à atração de investimentos estrangeiros. Durante o seminário, Terra também apresentou o trabalho desenvolvido pela Agência e o que ela pode oferecer aos empresários da região com vistas ao mercado internacional.

Além do supervisor, a gestora de projetos da Apex-Brasil, Michele Candeloro, também esteve presente em Manaus e apresentou os projetos setoriais oferecidos pela Agência, nos quais as empresas locais podem aderir e assim, passar a participar dez ações de promoção comercial da Apex-Brasil. “Temos 76 projetos setoriais em execução, no momento, nos setores mais diversos”, afirmou a gestora.

A Apex-Brasil trouxe ainda para o seminário da FIAM a apresentação de três projetos setoriais: Organics Brasil/IPD, voltado a empresas de produtos orgânicos, pelo gerente Ming Liu; Sweet Brasil/ABICAB, voltado a balas, confeitos, chocolates e amendoins, pelo vice-presidente Ubiracy Fonseca; e Happy Goods Brasil/ABIMAPI, com foco em massas, bolos e biscoitos, pelo gerente Rodrigo Iglesias. Para conduzir os trabalhos, o moderador convidado foi o gestor de projetos internacionais do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Eraldo dos Santos.

“Nosso objetivo é que as empresas da localidade saibam como ter acesso às ações de promoção comercial das exportações brasileiras, nas quais estão feiras, missões setoriais, rodadas de negócios tanto no Brasil como no exterior, entre outros. Nossa meta é que as empresas, acessando esses projetos, exportem mais”, ressaltou Michele.

Seminários FIAM
A Jornada de Seminários Internacionais faz parte da programação técnico-científica da Feira Internacional da Amazônia e acontece durante todos os dias da Feira, se estendendo até sábado (21). Ao todo são 15 seminários com temas variados voltados, sobretudo, ao debate para o desenvolvimento da Amazônia.

registrado em: , ,