Você está aqui: Página Inicial > Notícias > CAS analisa pauta de US$ 712,41 milhões na primeira reunião do ano

Notícias

CAS analisa pauta de US$ 712,41 milhões na primeira reunião do ano

A pauta a ser analisada pelo Conselho consta de 60 projetos industriais e de serviços.
publicado: 27/02/2008 00h00 última modificação: 26/07/2016 10h13

Nesta quinta-feira (28), em que se comemoram os 41 anos da Superintendência da Zona Franca de Manaus e de consolidação do modelo ZFM, será realizada a 231ª Reunião do Conselho de Administração da SUFRAMA (CAS), a primeira de 2008. Presidida pelo secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ivan Ramalho, a reunião ocorrerá às 15 horas, na sede da autarquia, e contará com a presença da superintendente da autarquia, Flávia Grosso, além de autoridades governamentais e representantes de entidades de classe e de diversas empresas do Pólo Industrial de Manaus (PIM).

A pauta a ser analisada pelo Conselho consta de 60 projetos industriais e de serviços, que somam investimento total da ordem de US$ 712,418 milhões e US$ 161,215 milhões em investimento fixo, com expectativa de geração de 2.606 novos empregos diretos no PIM. Caso aprovados na íntegra, os projetos constantes na pauta da reunião do CAS também prevêem exportações de US$ 10,134 milhões após o primeiro ano de produção, e de US$ 12,338 milhões no terceiro ano.

Entre os 28 projetos de implantação, destacam-se nesta pauta os de prestação de serviços, que somam o maior volume em investimentos, como o de transporte de cargas e passageiros, da Expresso Ocidental Logística Integrada, com investimento total de US$ 31,966 milhões e US$ 16,450 milhões de investimento fixo; o da Yapuã Empreendimentos Imobiliários SPE, para construção de hotel da rede Hollyday Inn, no Distrito Industrial de Manaus, com investimento total de US$ 20,461 milhões e fixo de US$ 14,323 milhões; o da Sadia S/A, para armazenagem e comercialização de alimentos, com investimento total de US$ 11,514 milhões e fixo de US$ 7,368 milhões; e o da Kompac Serviços de Engenharia e Desenvolvimento, para incineração de resíduos, com investimento total de US$ 2,615 milhões e fixo de US$ 2,207 milhões.

Também merecem destaque os projetos industriais para produção de componentes e bem final para o setor de duas rodas, entre eles os da Fitafer da Amazônia (peças estampadas e/ou formatadas para ciclomotores, motonetas, motocicletas, triciclos e quadriciclos); Nova Trade (motocicleta de 100 a 450 cilindradas); Mann+Hummel Brasil (produção de filtro de ar para veículo de duas rodas); Federal Mogul Indústria de Autopeças (farol dianteiro com sinaleiro de direção acoplado para ciclomotores, motonetas, motocicletas, triciclos e quadriciclos).

Na área de eletroeletrônicos/bens de informática, entre os principais projetos de implantação estão os das empresas LP Displays Amazônia (cinescópio para receptores de TV com dispositivo de convergência acoplado); Visum Sistemas Eletrônicos da Amazônia e GSI da Amazônia (placas montadas de circuito impresso).

Dos 32 projetos industriais de ampliação, diversificação e atualização, os projetos com maior investimento fixo foram os de atualização apresentados pelas empresas Evadin Indústrias da Amazônia, para fabricação de microcomputador portátil e rádio modem, que juntos somam US$ 31,535 milhões, e ainda os de ampliação/atualização, da LG Eletronics da Amazônia – para produção de televisor em cores com tela de cristal líquido, televisor de plasma, unidades evaporadora e condensadora para condicionador de ar split system, e da Sat Brás – aparelhos de TV em cores com cinescópio, TV com tela de LCD e DVD player.

Outros projetos de diversificação que contribuirão para o fortalecimento do pólo e adensamento das cadeias produtivas, destacam-se os de produção de rádio modem (Jabil); unidade evaporadora para condicionador de ar split system (Brastemp); auto-rádio com DVD (Flex); conjunto pára-lama traseiro para motocicletas (Masa da Amazônia); partes e peças usinadas para motocicletas (MSC Comp); receptor de sinal de TV (Digitron); e ainda disco de leitura digital blu-ray), e motoneta de 100 a 450 cilindradas (Moto Traxx da Amazônia).

Balanço positivo
De acordo com o superintendente adjunto de Projetos da SUFRAMA, Oldemar Ianck, o CAS inicia o ano com uma pauta diversificada e com um volume significativo de investimentos, o que demonstra a disponibilidade das empresas em manter e ampliar os investimentos no PIM. “O expressivo número de projetos reflete a confiança dos investidores no modelo Zona Franca de Manaus”.

Ele também ressalta que o CAS fechou o ano de 2007 com números positivos: um total de 274 projetos industriais e de serviços, sendo 98 de implantação, e 176 de atualização, ampliação e diversificação, que representam investimento total de US$ 3,590 bilhões, investimento fixo de US$ 974 milhões e geração de aproximadamente 7.046 novos empregos diretos.