Você está aqui: Página Inicial > Notícias > CAS aprova investimentos que somam US$ 306,373 milhões

Notícias

CAS aprova investimentos que somam US$ 306,373 milhões

Foram aprovados 28 projetos industriais e de serviços, sendo 13 de implantação e 15 de diversificação, ampliação e atualização, totalizando investimento global de US$ 306,373 milhões, com geração de 542 novos empregos.
publicado: 30/06/2010 00h00 última modificação: 02/05/2016 09h22

O Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (CAS), aprovou nesta quarta-feira, 30, em sua 245ª reunião ordinária, 28 projetos industriais e de serviços, sendo 13 de implantação e 15 de diversificação, ampliação e atualização, totalizando investimento global de US$ 306,373 milhões, com geração de 542 novos empregos.

A pauta desta reunião tem como destaques projetos que beneficiam municípios do entorno de Manaus e segmentos como tecidos e navegação, além dos que tradicionalmente atraem investimentos no Polo Industrial de Manaus (PIM) como o de Duas Rodas. A empresa IPA - Indústria de Pisos da Amazônia Ltda. para fabricação de pisos de madeira, por exemplo, será instalada no município de Iranduba (distante 25 quilômetros de Manaus). O investimento total é de US$ 4,003 milhões e geração de 100 postos de trabalho. A superintendente da Zona Franca, Flávia Skrobot Barbosa Grosso, destacou que este projeto é importante por agregar renda e empregos em Iranduba, município que integra a Região Metropolitana de Manaus (RMM) e que está no traçado da Ponte do Rio Negro, obra do governo do Estado em fase de conclusão que facilitará o acesso de insumos para aquele município. Flávia Grosso informou que, por lidar com insumo da região, o projeto conta com os incentivos fiscais da ZFM, mas lembrou que há uma iniciativa do governo do Amazonas para que os benefícios fiscais sejam expandidos à RMM contemplando outros segmentos como o Eletroeletrônico, por exemplo.

Outro projeto de implantação de destaque da pauta aprovada ontem é o do Estaleiro Tarumã da Amazônia Ltda. para produção de estrutura flutuante (balsa para transporte), com investimento global de US$ 3,267 milhões e geração de 91 empregos. O segmento de tecidos teve dois projetos aprovados, um de implantação da ICTEC Representações Comércio e Serviços Ltda e o da Indústria e Comércio de Confecções Café com Leite Ltda (confecções em tecidos).

Dos projetos de diversificação, ampliação e atualização, destaca-se o da Sodécia da Amazônia Ltda para fabricação de partes e peças pintadas e soldadas para motocicletas e similares. A Kawasaki teve seu projeto de ampliação, atualização e diversificação incluído ontem na pauta, com investimentos de US$ 16 milhões. A Sawen da Amazônia Indústria Metalúrgica Ltda. vai fabricar um mix de produtos, entre peças metálicas formatadas por usinagem, partes e peças soldadas para ciclomotores, motonetas, motocicletas, triciclos e quadriciclos, entre outros produtos.


Atração de investimentos
Após a aprovação dos projetos, a superintendente da SUFRAMA, Flávia Grosso, informou dos avanços nas negociações com o governo e empresários italianos para investimentos no País e na região. Ontem, em São Paulo, a SUFRAMA participou do encontro do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o primeiro ministro Silvio Berlusconi quando foram acertados compromissos para a atração de investimentos italianos em setores diversos, com troca de tecnologia e formação de capital intelectual. A SUFRAMA, lembrou a superintendente, esteve na Itália em abril, onde compromissos semelhantes foram fechados com empresa italianas, o que trouxe, em junho, uma delegação de representantes do setor de Duas Rodas daquele país para conhecer os incentivos fiscais do PIM. “Esses empresários manifestaram o interesse em investir no segmento de motocicletas de Manaus, como é o caso da Ducati, que já contratou escritórios no País para a confecção do projeto de instalação de sua produção na Zona Franca de Manaus. E aí será mais uma grande marca que vem se instalar no PIM”, disse.