Você está aqui: Página Inicial > Notícias > CAS aprova pauta com aproximadamente US$ 370 milhões em investimentos

Notícias

CAS aprova pauta com aproximadamente US$ 370 milhões em investimentos

Foram aprovados 42 projetos – sendo 15 de implantação e 27 de ampliação, diversificação e atualização – que, juntos, devem gerar 1.820 empregos nos próximos três anos, sendo 690 já no primeiro ano de implantação.
publicado: 10/12/2012 18h26 última modificação: 09/03/2016 11h57

O Conselho de Administração da SUFRAMA (CAS) realizou nesta segunda-feira, 10, sua 260ª Reunião Ordinária, a última deste ano. Foram aprovados 42 projetos – sendo 15 de implantação e 27 de ampliação, diversificação e atualização – que, juntos, devem gerar 1.820 empregos nos próximos três anos, sendo 690 já no primeiro ano de implantação. Os investimentos fixos somam US$ 370.288 milhões e investimentos totais são de aproximadamente US$ 830 milhões.

Na condição de ministro interino do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o secretário-executivo da pasta, Alessandro Teixeira, presidiu a reunião, acompanhado do superintendente da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), Thomaz Nogueira, do representante do Governo do Amazonas, o Secretário de Planejamento do Estado (Seplan), Airton Claudino, do presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Antônio Silva, e do secretário-executivo do Ministério dos Transportes, Miguel Masella.

Alessandro Teixeira iniciou a reunião agradecendo ao apoio dado à SUFRAMA pelo presidente da FIEAM, Antônio Silva, e pelo presidente do Centro das Indústrias do Estado do Amazonas (CIEAM), Wilson Périco, no que tange ao fortalecimento do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM). Teixeira pediu, ainda, uma salva de palma aos conselheiros do CAS pela aprovação dos projetos certos para alavancar a economia do Estado. “Os conselheiros têm tido uma postura muito madura, muito correta com a Zona Franca, aprovando os projetos corretos para o desenvolvimento da região”, comentou.

O superintendente Thomaz Nogueira, que completa um ano frente à autarquia no próximo mês, afirmou que o apoio dado a ele pelos conselheiros e pelo secretário-executivo Alessandro Teixeira, em conjunto com sua equipe, foi fundamental para discutir os destinos da Zona Franca. Nogueira lembrou, também, que essa discussão faz parte de uma ação mais abrangente do Governo Federal. “Não podemos deixar de falar que isso faz parte de uma diretriz mais ampla da presidenta da República, Dilma Rousseff. O compromisso do Governo Federal torna-se, inclusive, mais claro quando nós discutimos aqui a reforma tributária e vemos a ação deste Governo de excepcionar nesta reforma do ICMS o Estado do Amazonas e a Zona Franca de Manaus, mantendo uma alíquota diferenciada”, concluiu.

Um dos maiores destaques da reunião foi novamente o polo Eletroeletrônico, com projetos de diversificação da produção de tablets pela empresa GBR Componentes da Amazônia LTDA e de ampliação da produção de tablets da Samsung Eletrônica da Amazônia Ltda. A GBR Componentes prevê um investimento total de US$ 9.960 milhões, com geração de 287 novos empregos. Já a Samsung estima um investimento fixo de US$ 269.712 milhões para incrementar a produção da linha Galaxy no Polo Industrial de Manaus (PIM), o que deve gerar, inicialmente, mais 312 empregos na ZFM.

Outro dois projetos que chamam a atenção é o da Alcoa Alumínio S.A., que pretende implantar uma linha de produção de laminados metálicos com investimento total de US$ 58.112 milhões, e o da empresa J.Cruz Indústria e Comércio Ltda que, aproveitando a aprovação do Processo Produtivo Básico (PPB) de bebidas energéticas para o PIM este ano, teve solicitação aprovada para iniciar sua produção local.

TSA
Durante a reunião, o superintendente Thomaz Nogueira anunciou a prorrogação – até o fim do primeiro semestre de 2013 – da redução de 50% da Taxa de Administração da SUFRAMA para as empresas do polo de motocicletas, que ainda estão em fase de recuperação após um ano de dificuldades com a crise de crédito que atingiu o País. “Vale lembrar que esta crise não foi pontual. Não foi apenas no Polo Industrial de Manaus, mas em todo o País. O que estamos fazendo é prorrogar uma ação que visa dar base às empresas para que possam voltar a crescer”, destacou Nogueira.

Balanço
O superintendente da autarquia, Thomaz Nogueira, aproveitou a 260ª reunião do Conselho para fazer um balanço das atividades do CAS e dos resultados do Polo Industrial de Manaus (PIM).

Nogueira destacou o total de 269 projetos aprovados nas seis reuniões de 2012 (incluindo a desta segunda) com a geração de 15.338 novos empregos, investimentos fixos de US$ 2.267 bilhões e investimentos totais (incluindo capital de giro) de US$ 6.3 bilhões. “Diante da crise mundial podemos constatar que o modelo apresenta sinais de pujança”, comentou baseado nos números.

O superintendente também elencou os projetos aprovados ao longo do ano que merecem destaque pelo caráter inovador e pelo impacto na cadeia produtiva do PIM, como é o caso dos projetos da Samsung para produção de tablets e telefones celulares, com destaque para o Galaxy SIII.

Outros números apresentados na reunião pelo superintendente foram os Indicadores Econômicos (faturamento, empregos e arrecadação) entre 2003 a 2012. O faturamento, que em 2003 era de US$ 10,62 bilhões, chegou a 2011 em US$ 41 bilhões e até setembro de 2012 somava US$ 21 bilhões. “Deveremos ter uma superação em real do faturamento no final do ano sobre 2011, mas é certo que, na conversão para o dólar, haverá queda. Isso ocorre devido à forte variação do dólar este ano”, frisou Thomaz Nogueira.

No mesmo período, a média de empregos gerados em 2003 somava 64.971 vagas. Em 2011 eram 119.198 postos de trabalho e em 2012 (até setembro), 118.905.

Os investimentos totais no PIM saltaram de US$ 2.73 bilhões em 2003 para US$ 10.7 bilhões em 2011 e chegaram, até setembro de 2012, a US$ 10.019 bilhões. Os tributos federais arrecadados somaram R$ 3,72 bilhões em 2003, R$ 12,35 bilhões em 2011 e R$ 10,377 bilhões até setembro último.

Reuniões
Ao final da reunião, o ministro interino, Alessandro Teixeira, anunciou que o Conselho está caminhando para que, em 2013, sejam feitas reuniões nos demais Estados da área de atuação da SUFRAMA, além do Amazonas: Roraima, Rondônia, Acre e as Áreas de Livre Comércio de Macapá e Santana.