Você está aqui: Página Inicial > Notícias > CAS aprova projetos que vão gerar 1.041 empregos

Notícias

CAS aprova projetos que vão gerar 1.041 empregos

publicado: 27/10/2011 00h00 última modificação: 01/04/2016 11h28

O Conselho de Administração da SUFRAMA (CAS) aprovou todos os 35 projetos submetidos na pauta da 253ª reunião, realizada nesta quinta-feira, 27, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), no Centro. Os investimentos aprovados somam US$ 368 milhões com a previsão de 1.041 novos empregos nos próximos três anos. A reunião foi realizada em paralelo à programação da Feira Internacional da Amazônia (FIAM 2011).

Na abertura dos trabalhos, o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e presidente do Conselho, Alessandro Teixeira, elogiou o esforço de todos os servidores e colaboradores da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) para a realização da FIAM 2011.

Ele destacou a importância da aprovação dos projetos submetidos ao CAS para a região e mais uma vez reforçou o compromisso do Governo Federal para a Amazônia, lembrando a assinatura pela presidenta, Dilma Rousseff da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prorroga por 50 anos os incentivos da ZFM e do Projeto de Lei (PL) que estende os efeitos dos incentivos do PIM á Região Metropolitana de Manaus (RMM). Aos jornalistas presentes, Alessandro Teixeira destacou qual será o papel do MDIC durante o tramite da PEC e da PL no Congresso que vai trazer nova discussão sobre a Zona Franca. “O ministério vai atuar para defender a importância do modelo ZFM para o desenvolvimento sustentável da região”, afirmou.

Na abertura dos trabalhos, Alessandro Teixeira dedicou a 253ª reunião do CAS, solicitando o registro da homenagem em ATA, à ex-superintendente da SUFRAMA, Flávia Skrobot Barbosa Grosso, que solicitou a exoneração do cargo em agosto, “em reconhecimento aos anos de dedicação ao Conselho e ao trabalho à frente da autarquia”.

Projetos
O superintendente em exercício da Zona Franca de Manaus, Oldemar Ianck, destacou durante a reunião alguns projetos como o da Kwasaki para produção de subconjunto de cabeçote, virabrequim, roda de liga e eixo de comando para motocicletas por vir adensar a forte cadeia produtiva do setor de Duas Rodas de Manaus. Outro destaque do superintendente foram os projetos de tablets da Evadin e da Procomp. “No caso da Evadin, esse projeto é importante porque essa é uma empresa tradicional da Zona Franca de Manaus que passou por algumas dificuldades e agora está buscando se reestruturar”, afirmou.

Oldemar Ianck citou também o projeto da Indexprint para produção de cartonagem de papel ou cartão, chapa, folha, tira de plástico e rótulo de papel ou cartão. “Esse é um setor que foi alvo de medidas de desoneração por parte do Governo do Estado que teve a sensibilidade de beneficiar essa atividade na região. Da mesma forma a prefeitura também contemplou esse segmento com benefícios do ISS (Imposto Sobre Serviços)”, informou. O superintendente destacou ainda o projeto de produção de secador de cabelo para uso doméstico e para uso profissional da Werk do Brasil, o terceiro desse tipo de produto aprovado pelo CAS, e que se junta a outros investimentos de higiene e cuidados pessoas realizados na região por empresas de grandes marcas como a BIC e a Procter & Gamble (Gillette).

O outro projeto em destaque é o da Foxconn Moebg para produção de vídeo game. “Esse projeto traz robustez ao segmento de telejogo do PIM. A expectativa é que grandes investimentos sejam realizados nessa área, na esteira do projeto da Masa, aprovado meses atrás, para a produção do X-Box da Microsoft e que, segundo informações da empresa, possibilitou uma redução de 30% no custo final ao consumidor”, avaliou Ianck.

Modelo
O superintendente em exercício da autarquia, Oldemar Ianck, afirmou que os debates sobre o modelo no Congresso, com as medidas de ampliação dos incentivos e extensão à RMM, trazem também a possibilidade de discutir o fortalecimento das Áreas de Livre Comércio (ALC) de forma que elas possam contribuir para o desenvolvimento sustentável nas regiões de Boa Vista e Bonfim (RR), Macapá e Santana (AP), Tabatinga (AM), Guajará-Mirím (RO), Brasiléia e Epitaciolândia (AC).

Representando o Governo de Roraima, o secretário de Planejamento daquele Estado, Haroldo Eurico dos Santos, citou os recentes entendimentos entre os governos do Brasil e da Venezuela para a integração sustentável do Norte do País com o Sul do país vizinho, inclusive com a possibilidade de incremento da exportação de alimentos para a Venezuela e da importação de fertilizantes a custos competitivos, uma vez que o produto hoje é importado da Europa e de Israel. O secretário fez um alerta, no entanto, para um fortalecimento das ações públicas nas fronteiras onde, afirmou, há uma presença maior de comerciantes estrangeiros do que de brasileiros.