Você está aqui: Página Inicial > Notícias > CAS aprova US$ 1 bilhão em novos investimentos para o PIM

Notícias

CAS aprova US$ 1 bilhão em novos investimentos para o PIM

Projeto de implantação da empresa Novamed, para produção de medicamentos, se destaca como novo segmento industrial em Manaus.
por Diego Queiroz publicado: 19/08/2013 18h43 última modificação: 19/02/2016 11h58

Uma pauta com 59 projetos industriais, sendo 27 projetos de implantação e 32 projetos de ampliação, atualização e diversificação, foi aprovada na 263ª Reunião do Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (CAS), realizada nesta segunda-feira (19), no auditório da SUFRAMA. Os projetos aprovados preveem investimentos totais superiores a US$ 1 bilhão e a geração de quase dois mil empregos no Polo Industrial de Manaus (PIM) a partir do terceiro ano de funcionamento das linhas de produção.

A reunião foi presidida pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, e contou com a participação, na mesa dos trabalhos, do senador Eduardo Braga, do governador do Amazonas, Omar Aziz, do prefeito de Manaus, Artur Neto, e do superintendente da Zona Franca de Manaus, Thomaz Nogueira.

Novo segmento
O principal destaque da pauta da 263ª reunião do CAS foi o projeto de implantação da empresa Novamed Fabricação de Produtos Farmacêuticos, para produção de medicamentos, com investimento total de US$ 197 milhões e previsão de geração de 461 empregos. Subsidiária da EMS, principal indústria brasileira do segmento farmacêutico, a Novamed torna-se agora a primeira empresa com projeto aprovado no recém-criado segmento de medicamentos do PIM, o qual começou a ser fomentado a partir da publicação do Processo Produtivo Básico (PPB) de medicamentos, em abril deste ano. "É um segmento promissor que está se implantando em Manaus. A Novamed foi a empresa pioneira, mas temos recebido contatos de outros laboratórios farmacêuticos fazendo prospecção para se instalar no PIM", disse o superintendente da SUFRAMA, Thomaz Nogueira.

Outros destaques da pauta foram investimentos relacionados a produtos já consolidados no PIM e que se encontram em grande ritmo de expansão neste ano, como os condicionadores de ar do tipo split e os tablets. No segmento de condicionadores de ar, foi aprovada a implantação da Daikin Ar Condicionado do Amazonas, que prevê investir aproximadamente US$ 115.5 milhões e gerar 754 empregos nos próximos três anos, e a ampliação e atualização da empresa Climazon Industrial, que deverá fomentar investimentos superiores a US$ 89 milhões e gerar mais de 120 novos empregos.

A produção de tablets, por sua vez, deverá ter ainda mais impulso com três iniciativas empresariais chanceladas nesta reunião do CAS, com destaque para o projeto de implantação da empresa Semp Toshiba Informática. A multinacional japonesa projeta investir US$ 18.4 milhões e contratar aproximadamente 80 funcionários para fabricação de tablets no PIM.

Complementando os destaques da pauta da 263ª reunião do CAS aparecem os projetos de diversificação da empresa Philco Eletrônicos, para produção de telefone celular digital, e da empresa Unicoba da Amazônia, para produção de lâmpadas a LED baseada em técnica digital.

Manifestações
Antes do início da 263ª Reunião Ordinária do CAS, sindicatos ligados à classe trabalhadora e à indústria componentista realizaram manifestações em frente ao auditório da SUFRAMA solicitando, principalmente, celeridade na análise e na aprovação de Processos Produtivos Básicos (PPBs) e maior dinamismo na geração de empregos na região. Em reunião com lideranças do movimento, o ministro Pimentel garantiu que, até o final do ano, PPBs importantes para a Zona Franca de Manaus (como o de ar-condicionado) serão alterados, com impacto na geração de postos de trabalho no PIM.