Você está aqui: Página Inicial > Notícias > CAS avalia pauta de US$ 840,013 milhões

Notícias

CAS avalia pauta de US$ 840,013 milhões

Pauta contém 59 projetos sendo 22 de implantação e 37 de diversificação, ampliação e atualização.
publicado: 06/04/2010 00h00 última modificação: 09/05/2016 12h07

A 243ª reunião do Conselho de Administração da SUFRAMA (CAS) vai deliberar nesta quarta-feira, 7, às 15h, na sede da autarquia, 59 projetos sendo 22 de implantação e 37 de diversificação, ampliação e atualização com investimentos totais de US$ 840,013 milhões e previsão de abrir 1.408 empregos nos próximos três anos.

Entre os destaques dos projetos de implantação está o projeto do Estaleiro Santa Rosa LTDA., para a produção de estrutura flutuante, barcos para empurrar outras embarcações, embarcações para transporte de pessoas e mercadorias e embarcações de alumínio para transporte de pessoas. O investimento total (incluindo gastos com capital de giro) é de US$ 12,398 milhões com emprego previsto de 107 trabalhadores. Ainda entre os projetos de implantação, destaca-se a T. P. Indústria de Aço LTDA. para produção de laminado de ferro aço AM fita, chapa e blanks, telha metálica trapezoidal, telha metálica ondulada, perfil de ferro aço e estrutura de ferro aço para construção civil. Os investimentos somam US$ 7,875 milhões com 84 empregos diretos. Outro projeto relevante é o da Cardnet Amazônia Indústria e Cartonados LTDA. que vem produzir cartão plástico impresso sem circuito eletrônico e cartão inteligente sem contato para telefonia, com investimento de US$ 3,767 milhões e 63 novos empregos. A Motocargo Comércio de Triciclo LTDA vai investir US$ 10,943 milhões para fabricar triciclo acima de 100 cilindradas, gerando 54 empregos. A Cairu PMA tem investimento de US$ 1,648 milhão para produzir bicicleta com câmbio, com previsão de empregar 28 pessoas.

Dos projetos de ampliação, diversificação e atualização, destacam-se a Samsung Eletrônica da Amazônia que apresenta projeto para produção de celulares no polo com investimentos calculados em US$ 261,439 milhões e 36 novos empregos; a J. Toledo da Amazônia que tem projeto para produção de motor de popa e quadriciclo acima de 100 cilindradas com aplicação de US$ 3,733 milhões e 104 novos postos de trabalho e a LG Eletrônics que vai produzir fornos microondas com investimento de US$ 6,511 milhões e 107 postos de trabalho adicionais. A LG tem outro projeto para autorrádio com DVD que soma investimento de US$ 4,116 milhões e abre 48 vagas. A Digiboard Eletron da Amazônia LTDA quer investir US$ 27,060 milhões com 62 postos de emprego, para produzir dispositivo de Cristal Líquido para TV e Monitor de Vídeo - o mesmo projeto que a Philips já tem aprovado no CAS - para atender os fabricantes do Polo Industrial de Manaus (PIM) e diminuir a importação do display de LCD.

Nova composição
A 243ª reunião do CAS estava programa para acontecer no dia 26 de fevereiro, mas teve que ser adiada em função da regulamentação da nova composição do conselho não ter sido publicada no Diário Oficial da União (DOU) em tempo hábil. A nova composição foi definida pela Lei Complementar Nº 134 que incluiu no conselho uma representação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) , do governo do Amapá e prefeitura de Macapá. O Decreto de Regulamentação do novo conselho foi editado sob o número 7.138 , no dia 29 de março e publicado no DOU, no dia 30 de março, com a seguinte definição do CAS:

  • Dez ministros de Estado (das pastas do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; do Planejamento, Orçamento e Gestão; da Fazenda, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; das Comunicações; das Minas e Energia; dos Transportes; da Defesa; do Desenvolvimento Agrário e da Integração Nacional);
  • Governadores e prefeitos das capitais dos Estados do Amazonas, Acre, Amapá, Rondônia e Roraima; 
  • A superintendente da SUFRAMA;
  • O presidente do BNDES;
  • O presidente do Banco da Amazônia;
  • Um representante das classes produtoras;
  • Um representante das classes trabalhadoras.