Você está aqui: Página Inicial > Notícias > CAS completa 250 reuniões ordinárias com aprovação de US$ 750 milhões em novos investimentos para Zona Franca de Manaus

Notícias

CAS completa 250 reuniões ordinárias com aprovação de US$ 750 milhões em novos investimentos para Zona Franca de Manaus

Foram aprovados 65 projetos industriais e de serviços.
por Diego Queiroz publicado: 20/05/2011 00h00 última modificação: 13/04/2016 11h05

O Conselho de Administração da SUFRAMA (CAS) alcançou nesta sexta-feira (20) a marca histórica de 250 reuniões ordinárias em grande estilo, aprovando 65 projetos industriais e de serviços, que prevêem investimentos totais de US$ 750.910 milhões e investimentos fixos de US$ 300.216 milhões, bem como a geração de 1.725 novos empregos no Polo Industrial de Manaus (PIM) a partir do terceiro ano de funcionamento das linhas de produção.

Os principais destaques da pauta ficaram por conta de novos investimentos nas indústrias da construção naval, eletroeletrônica e de bicicletas do PIM, dentre os quais os projetos das empresas DMN Estaleiro da Amazônia e Bertoline Construção Naval da Amazônia, voltados à produção de estruturas flutuantes e barcos para transporte, da empresa Phitronics Indústria e Comércio de Eletrônicos e de Informática, para produção de unidades acionadoras de disco magnético rígido (HD), e das empresas Caloi Norte S.A. e Bike Norte, para produção de bicicletas com e sem câmbio. Outros destaques foram os projetos das empresas Digibrás Indústria do Brasil S.A., Greenworld Indústria e Comércio de Componentes Eletrônicos e Companhia Brasileira de Tecnologia Digital S.A., visando à produção de microcomputadores portáteis sem teclado físico e com tela touchscreen (tablets) no polo.

Segundo o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) interino, Alessandro Teixeira, o grande número de projetos de investimentos presente na pauta do Conselho é uma demonstração clara do ritmo de crescimento da economia nacional. “O Brasil vem crescendo, gerando emprego e renda, e isso se traduz nas proposições aprovadas no Conselho da SUFRAMA. Ter uma pauta com 65 projetos de investimento é muito importante para a região e o país como um todo”, afirmou Teixeira.

Indagado sobre a produção dos “tablets” no país, o ministro disse que nas próximas semanas deverá haver uma definição sobre o Processo Produtivo Básico (PPB) específico que está sendo discutido pela equipe técnica do governo para o produto. “Nós temos mais de seis empresas que estão negociando a vinda para o Brasil para produção não só dos tablets, mas de outros produtos e equipamentos na área da tecnologia da informação. O Amazonas tem uma importância grande e é um dos principais polos de produção no país. Nas próximas semanas esperamos ter uma definição e teremos a participação da SUFRAMA no processo, como autarquia vinculada ao MDIC. A articulação e a construção de qualquer atitude do Governo levarão em consideração a região”, complementou.

A superintendente da Zona Franca de Manaus, Flávia Grosso, além destacar a marca histórica de 250 Reuniões Ordinárias do CAS, disse que os investimentos aprovados contribuem para fortalecer as previsões de que o PIM continuará apresentando crescimento acelerado e registrará novos recordes de produção, faturamento e geração de empregos neste ano. “A projeção é de um faturamento superior a US$ 40 bilhões em 2011, com mais de 118 mil empregos diretos e meio milhão de empregos, entre diretos e indiretos”, afirmou a superintendente. “O PIM é um modelo de desenvolvimento para a região de sucesso, que não somente gera emprego, investimento e bem-estar social, mas também contribui fortemente para a preservação ambiental da região”, completou a superintendente.

Outros destaques
Além da aprovação de projetos industriais e de serviços, a reunião foi marcada ainda pela abertura da exposição retrospectiva organizada pela SUFRAMA em homenagem à reunião ordinária de número 250 do Conselho. Também foi realizada a entrega do Prêmio Cunhantã, na modalidade “Concessão Extraordinária”, ao embaixador Antônio José Ferreira Simões, responsável pela Subsecretaria-Geral da América do Sul, Central e do Caribe. O prêmio havia sido anunciado na 249ª Reunião Ordinária do CAS, realizada em fevereiro, mas o embaixador não pôde estar presente na ocasião. Ele recebeu nesta sexta-feira o prêmio das mãos da superintendente Flávia Grosso e ouviu um agradecimento especial da dirigente por sua atuação decisiva em defesa dos interesses do modelo Zona Franca de Manaus no âmbito do Ministério das Relações Exteriores e nas rodadas de negociações internacionais.

A última atividade na programação da reunião foi o lançamento dos livros “Reflexôes sobre desenvolvimento, transporte e logística na Amazônia Brasileira” e “Série de pesquisas amazônicas: transporte e logística”. Os livros são resultantes de pesquisas efetuadas por alunos da turma especial de Doutorado em Engenharia de Transporte, com ênfase em Planejamento de Transporte e Logística, formada pela Universidade Federal do Amazonas e pela Universidade Federal do Rio de Janeiro por meio de investimentos realizados pela SUFRAMA.