Você está aqui: Página Inicial > Notícias > CAS encerra 2010 com mais de US$ 4 bilhões em investimentos aprovados para a Zona Franca de Manaus

Notícias

CAS encerra 2010 com mais de US$ 4 bilhões em investimentos aprovados para a Zona Franca de Manaus

No ano, 255 projetos industriais e de serviços forma aprovados ao longo de seis reuniões ordinárias.
por Diego Queiroz publicado: 16/12/2010 00h00 última modificação: 28/04/2016 17h03

O Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (CAS) aprovou na tarde desta quinta-feira (16), em sua 248ª reunião ordinária – a última deste ano –, 42 novos projetos industriais e de serviços, dentre os quais 23 de implantação e 19 de ampliação, atualização e diversificação. Os projetos aprovados totalizam investimentos fixos no valor de US$ 106,253 milhões e totais de US$ 627,709 milhões e prevêem a geração de 1.061 de novos empregos no Polo Industrial de Manaus (PIM) a partir do terceiro ano de funcionamento das linhas de produção.

Com os resultados da reunião de hoje, o CAS encerra 2010 com um balanço de 255 projetos industriais e de serviços aprovados ao longo de seis reuniões ordinárias. A estimativa é de que os projetos fomentem conjuntamente mais de US$ 4,4 bilhões em investimentos nos próximos anos com potencial para gerar mais de 13 mil empregos diretos no Polo Industrial de Manaus.

Segundo o superintendente adjunto de Projetos da SUFRAMA, Oldemar Ianck, o balanço de projetos aprovados pelo CAS neste ano foi significativo, com destaque para os mais de 100 projetos de implantação chancelados. “Os resultados de faturamento, produção e investimentos do PIM em 2010 confirmam mais um ano excelente para o modelo Zona Franca de Manaus e só nos deixam com expectativas ainda mais positivas para 2011”, afirmou Ianck.

Na pauta da 248ª reunião ordinária do CAS, destaque para os projetos de implantação da empresa Kerry da Amazônia, multinacional de capital irlandês, que deverá investir US$ 4,971 milhões na produção de base para bebidas não alcoólicas; Ecofibra, com investimentos fixos de US$ 2,603 milhões, visando à produção de cruzeta de poliester com fibra de vidro e poste de luz de poliéster reforçado com fibra; AstroToys, com investimentos fixos de US$ 498 mil, voltado à produção de brinquedos eletromecânicos, mecânicos, injetados plásticos e eletroeletrônicos; e BR Construções e Comércio, que investirá US$ 2,688 milhões visando à prestação de serviços de recapeamento asfáltico.

Com relação às proposições industriais de ampliação, atualização e diversificação, os projetos de maior destaque foram os da LG Eletrônics da Amazônia, no valor de US$ 48,781 milhões, para produção de dispositivo de cristal líquido (LCD) para televisores e monitores de vídeo; Technos da Amazônia, com investimentos fixos de US$ 669 mil, para produção de óculos e armações de óculos; e H-Buster da Amazônia, para produção de microcomputadores portáteis, com investimentos fixos de US$ 26,684 milhões.

Durante o evento, foi aprovado também o calendário de reuniões ordinárias do Conselho para 2011. A primeira reunião do CAS, marcada para o dia 24 de fevereiro, será comemorativa ao 44º aniversário da SUFRAMA. As outras cinco reuniões ordinárias estão previstas para ocorrerem nos meses de abril, junho, agosto, outubro e dezembro.

Selo Amazônico
Outro destaque da 248ª reunião ordinária do CAS foi o lançamento do projeto “Selo Amazônico para produtos regionais”, que funcionará como uma espécie de certificação de qualidade, segurança e origem de produtos manufaturados com matéria-prima da Amazônia Brasileira, dentre os quais biojóias e alimentos. A iniciativa, idealizada pela SUFRAMA e desenvolvida pela Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi), está contando com auxílio do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) para definição dos critérios e procedimentos da certificação. No momento, o projeto está sendo testado em formato de piloto com duas empresas regionais do segmento alimentício. As primeiras certificações estão previstas para ocorrer a partir de julho de 2011.

Pedra fundamental do CT-PIM
A 248ª reunião do Conselho de Administração da SUFRAMA foi precedida, na parte da manhã, pela solenidade de lançamento do marco inaugural do Parque Tecnológico do Centro de Ciência, Tecnologia e Inovação do Polo Industrial de Manaus (CT-PIM). Este é o primeiro projeto de um parque tecnológico do Amazonas e compreenderá um passo importante no sentido de alavancar a cultura de inovação tecnológica no Estado.

Com área total de aproximadamente 370 mil metros quadrados, localizada no Distrito Industrial, o parque tecnológico terá capacidade para reunir 35 empresas incubadas das áreas de fabricação de Circuitos Integrados (CI´s), Microssistemas e de base tecnológica na Unidade de Desenvolvimento Empresarial. Outras poderão ser instaladas em áreas específicas para atração de investimentos, o que deverá elevar o número de empresas para 50.

O início das obras está previsto para 2011. Estima-se que a construção do parque tecnológico, orçado em R$ 30 milhões, seja concluída no prazo de oito anos.