Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Centro de Biotecnologia da Amazônia é tema de debate na Fiesp

Notícias

Centro de Biotecnologia da Amazônia é tema de debate na Fiesp

Empresários do País foram convidados a investir na biodiversidade brasileira a partir de parcerias com o CBA.
publicado: 26/10/2009 00h00 última modificação: 13/05/2016 12h12

O coordenador dos Conselhos Superiores da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, embaixador Sérgio Amaral, convocou os empresários do País a investir na biodiversidade brasileira a partir de parcerias com o Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA). A convocação aconteceu na abertura dos trabalhos do seminário “Oportunidades de Biotecnologia na Amazônia para a Indústria Brasileira” organizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP) e apresentado pelo CBA, instituição integrada à Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA).

Sérgio Amaral destacou que sempre acompanhou de perto a implantação do CBA e por isso tem conhecimento do potencial que o centro possui para a geração de conhecimento e negócios. “Sabemos que o centro existe, que tem corpo técnico preparado e agora precisamos dos empresários para tirar o benefício do conhecimento ali gerado”, afirmou.

A declaração do embaixador foi reforçada pelo superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional, Elilde Mota de Menezes. “Temos a estrutura do CBA, o corpo técnico e precisamos dos empresários, pois no ambiente de Conhecimento, tecnologia e Inovação (C&T&I), o último item só é possível com a iniciativa empresarial”, afirmou.

A SUFRAMA e o CBA atenderam o convite do Grupo de Trabalho da Amazônia, veiculado ao Conselho Superior de Meio Ambiente (Cosema) da Fiesp. A Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) também esteve representada pelo empresário Ataíde Felix. O presidente do Cosema, Walter Lazzarini Filho, destacou a importância dos empresários do País olharem para as potencialidades da Amazônia. “A Fiesp e os empresários brasileiros não podem ficar de fora das discussões que envolvem uma região que representa mais de 60% do território nacional”, defendeu.

Ao final do seminário, Walter Lazzarini Filho, sugeriu que essa aproximação entre a Fiesp e a SUFRAMA, o CBA e a FIEAM deve se desdobrar em outras ações que incluam a visita de empresários de São Paulo à região.

A programação do evento incluiu as palestras do superintendente adjunto de Planejamento, Elilde Mota de Menezes, do assistente de coordenação do CBA, pesquisador Imar Cesar de Araújo, dos titulares das coordenações de Produção de Extratos, Dr. Alberto Cardoso Arruda, Farmacologia e Toxilogia, Dr. Antonio José Lapa, Microbiologia, Dr. João Lucio de Azevedo e Dr. Rudi Procópio e do titular da coordenação de Negócios do CBA, Ewerton Larry Soares Ferreira.

 

registrado em: , ,