Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Comitiva de empresários israelenses visita Zona Franca de Manaus em junho

Notícias

Comitiva de empresários israelenses visita Zona Franca de Manaus em junho

Contato com investidores internacionais foi feito pela SUFRAMA durante a missão do governo brasileiro em Israel, encerrada esta semana
publicado: 04/04/2019 16h08 última modificação: 04/04/2019 16h22

Um grupo de empresários israelenses estará na capital amazonense no mês de junho para conhecer o Polo Industrial de Manaus (PIM) e discutir possibilidades de negócios na Zona Franca de Manaus (ZFM) e Áreas de Livre Comércio (ALCs). O anúncio foi feito pelo superintendente da SUFRAMA, Alfredo Menezes, ao retornar da viagem a Israel, nesta quinta-feira (04), onde integrou a comitiva presidencial durante os quatro dias de reuniões e eventos que marcaram uma relação de complementariedade entre as duas economias.

Para Menezes, a vinda da comitiva vai consolidar as tratativas realizadas durante a viagem, que envolveu empresários de diversos segmentos. “Tive a oportunidade de conversar com vários empresários israelenses interessados no nosso modelo econômico e tenho a certeza de que traremos, no curto prazo, grandes resultados para o Brasil e para o Estado do Amazonas”, afirmou o superintendente.

Outro ponto relevante, na visão de Menezes, será a abertura de um escritório brasileiro em Jerusalém, que deverá ser voltado à promoção do comércio, tecnologia e inovação, além da biodiversidade amazônica. “São áreas de interesse para a SUFRAMA. Buscaremos novas matrizes econômicas para em conjunto com a Zona Franca de Manaus possibilitar a geração de mais empregos e renda para o nosso povo, tanto do Amazonas, quanto do Acre, Roraima, Rondônia e Amapá, porque nosso compromisso é com a região como um todo”, ressaltou.

Em seu último dia de viagem com a comitiva presidencial, o superintendente da SUFRAMA visitou o Weizmann Institute of Science, instituição com mais de 80 anos, sendo uma das principais organizações de pesquisa multidisciplinar do mundo em ciências naturais e exatas. “Como afirmou o presidente Jair Bolsonaro, a biodiversidade amazônica é o caminho para o futuro da nossa economia, que impulsionará tanto o Brasil quanto a nossa região, ao diversificar nossa matriz econômica, e com muito trabalho e empenho, queremos transformar essas parcerias em realidade no mais breve tempo possível”, concluiu.