Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Comitiva japonesa apresenta demandas à SUFRAMA para fortalecer atuação no PIM

Notícias

Comitiva japonesa apresenta demandas à SUFRAMA para fortalecer atuação no PIM

Cônsul-geral do Japão em Manaus e representantes de dez empresas integrantes da Câmara de Comércio e Indústria Nipo-Brasileira do Amazonas, dentre outros, fizeram parte da comitiva.
por Layana Rios publicado: 18/03/2016 14h53 última modificação: 18/03/2016 15h59

A superintendente da Zona Franca de Manaus, Rebecca Garcia, recebeu nessa quinta-feira (17), na sede da SUFRAMA, o embaixador do Japão no Brasil, Kunio Umeda, acompanhado de uma comitiva japonesa formada pelo consul-geral do Japão em Manaus, Kazuo Yamazaki, pelo consul-geral adjunto do Japão em Manaus, Takahiro Iwato, pelo coordenador da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) no Brasil, Ryuichi Nasu, pelo diretor do banco de Tokyo-Mitsubishi UFJ Brasil/SA, Hirokazu Hatanaka, pelo vice-presidente da NEC América Latina, Hiromi Futumoto, pelo diretor da Japan Foundation, Yo Fukazawa, e por representantes de dez empresas integrantes da Câmara de Comércio e Indústria Nipo-Brasileira do Amazonas: Sony, Yamaha, Panasonic, Moto Honda, Sakura Exhaust, NLA Fides Consultoria, Nikkoseg Corretora, Mitsuba, Nissim Brake e Canon.

Durante a reunião, o embaixador Kunio Umeda inicialmente agradeceu à SUFRAMA por sempre ouvir os pedidos da comunidade nipônica e prestar apoio às empresas japonesas atuantes no PIM. Ele aproveitou a ocasião para apresentar três demandas à superintendente Rebecca Garcia, que também foram apresentadas ao governador do Amazonas em reunião que precedeu o encontro na autarquia. A primeira demanda diz respeito a uma parceria visando ao aumento da capacidade de exportação no médio prazo das empresas japonesas nos segmentos de Duas Rodas e Eletroeletrônico; a segunda refere-se à manutenção dos incentivos de ICMS para que não afete ainda mais as empresas diante do atual cenário de crise; e a terceira trata-se da questão da infraestrutura, sobretudo, a falta de manutenção das vias do Distrito Industrial, que tem prejudicado as empresas.

A superintendente Rebecca Garcia agradeceu a vinda da comitiva à SUFRAMA, ressaltando a importância da comunidade japonesa para o PIM, e explicou que, quanto à manutenção das vias do Distrito, há um entendimento por parte do Ministério Público Federal (MPF) e da Advocacia-Geral da União (AGU) de que a responsabilidade é da Prefeitura de Manaus. “O que nos prontificamos foi intermediar recursos federais, já que a Prefeitura alega não ter recursos para fazer o recapeamento. Nesse momento estamos tentando viabilizar uma emenda de bancada de R$ 150 milhões que seria o primeiro passo para uma solução”, disse, informando, ainda, que terá uma reunião com a Prefeitura nesta sexta-feira para tratar do assunto.

Além das demandas, os representantes da Jica, da NEC America Latina e do Banco de Tokyo-Mitsubishi fizeram apresentações sobre as potencialidades de investimentos e oportunidades de parcerias com a SUFRAMA. A autarquia também realizou uma apresentação sobre o modelo Zona Franca de Manaus, conduzida pelo assessor técnico do gabinete da autarquia, Renato Freitas, que elencou os principais países para os quais o PIM exporta e dados da balança comercial do Amazonas com o Japão. Os dados mostram que o Japão se mantém em quarto lugar dentre os países de origem das importações do Amazonas, mas ocupa apenas o 29º lugar entre os destinos das exportações amazonenses. “A balança comercial é bem desfavorável ao Amazonas e nossa sugestão é que possamos equilibrar um pouco essa balança, com maiores exportações ao Japão. Para isso, a SUFRAMA está participando de um grupo específico do Plano Nacional de Exportação (PNE) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e a visita dos senhores nesse cenário é muito importante para nós”, afirmou Freitas.