Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Cresce interesse por empreendimentos inovadores na ZFM

Notícias

Cresce interesse por empreendimentos inovadores na ZFM

Ao final de sua participação na 1ª Feira do Polo Digital de Manaus, SUFRAMA verificou intensa procura no que a ZFM tem a oferecer em inovações e desenvolvimento de tecnologias
por Márcio Gallo publicado: 30/11/2018 12h37 última modificação: 30/11/2018 12h37

No encerramento da sua participação na 1ª Feira do Polo Digital de Manaus, realizada entre os dias 27 e 29 de novembro no Studio 5 Centro de Convenções, em Manaus, a Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) verificou um grande número de interessados no que a Zona Franca de Manaus (ZFM) tem a oferecer em relação a inovações e ao desenvolvimento de tecnologias que possam alavancar a indústria e outros setores estratégicos na região. A visitação no estande da autarquia foi intensa, em especial a partir do segundo dia da Feira.

A busca por informações acerca dos incentivos federais praticados na área incentivada – que abrange os Estados do Amazonas, Acre, Roraima e Rondônia e os municípios de Macapá e Santana, no Amapá – e como as políticas públicas voltadas à ZFM podem favorecer um ambiente de negócios propício ao desenvolvimento de indústrias inovadoras foram alguns dos temas mais questionados pelos visitantes do estande da SUFRAMA e que puderam ser elucidados por técnicos de diversas áreas da autarquia, como das coordenações-gerais de Estudos Econômicos e Empresariais, Gestão Tecnológica, Comércio Exterior e Controle de Importação e Exportação, bem como servidores das superintendências adjuntas de Planejamento e Desenvolvimento Regional e de Operações da SUFRAMA.

“Devido a uma extensa agenda previamente estabelecida a ser cumprida no Estado do Acre e na Bolívia, o superintendente Appio Tolentino não pôde participar in loco da Feira, mas exaltou a oportunidade que a SUFRAMA teve de participar de um evento tão importante como este, que debateu novas tecnologias e demonstrou como as inovações podem transformar a economia em todos os níveis. Esse é um foro de grande destaque e que a SUFRAMA está plenamente inserida”, disse o superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional, Marcelo Pereira, que repassou, ainda, os agradecimentos do titular da SUFRAMA ao comitê organizador da Feira e a todos os servidores envolvidos neste projeto e que puderam colaborar com o sucesso do evento.

Credibilidade

O Doutor em Desenvolvimento Socioambiental, José Alberto da Costa Machado, membro do conselho deliberativo do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Manaus (Codese) e integrante do comitê de governança da Feira, reiterou que a “presença da SUFRAMA (naFeira) foi fundamental. Pelo seu porte, a autarquia confere legitimidade e credibilidade ao evento e se apresenta como parceira do desenvolvimento regional, em particular o desenvolvimento de Manaus”.

José Alberto lembrou ainda que “a SUFRAMA, como gestora da política de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) relacionada à Lei de Informática aplicada na ZFM, tem trabalhado para que os recursos decorrentes desse tipo de política possam ser cada vez mais úteis à região e, por este motivo, trabalhou para o aperfeiçoamento da legislação e das resoluções nos seus foros de trabalho, como o Comitê das Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento na Amazônia (Capda), dando condições para que iniciativas como essa, de se realizar uma Feira do Polo Digital de Manaus, pudesse acontecer”. Compartilhar o espaço da Feira com empreendedores e startups, conforme relata José Alberto, “permite à SUFRAMA ter um mapeamento completo de todo o ecossistema daqueles que atuam nos institutos de tecnologia, nas instituições de ensino e pesquisa e, sobretudo, daquilo que há de novidade no campo das tecnologias de economia digital, uma vez que um dos grandes propósitos da política de P&D para Informática é permitir o surgimento de um segmento da economia baseado em empresas que vendam serviços e produtos de base digital”.