Você está aqui: Página Inicial > Notícias > CT-PIM lança marco inaugural do primeiro parque tecnológico do Amazonas

Notícias

CT-PIM lança marco inaugural do primeiro parque tecnológico do Amazonas

Este é o primeiro projeto de um parque tecnológico do Amazonas e compreenderá um passo importante no sentido de alavancar a cultura de inovação tecnológica no Estado.
publicado: 15/12/2010 00h00 última modificação: 28/04/2016 17h07

Será lançado no próximo dia 16 de dezembro, às 9h, no Distrito Industrial, o marco inaugural do Parque Tecnológico do Centro de Ciência, Tecnologia e Inovação do Polo Industrial de Manaus (CT-PIM). Este é o primeiro projeto de um parque tecnológico do Amazonas e compreenderá um passo importante no sentido de alavancar a cultura de inovação tecnológica no Estado.

O empreendimento, localizado na Rua A, acesso ao Conjunto Nova República, visa promover e executar atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D), bem como a geração, o domínio e a aplicação de conhecimentos avançados e inovadores por meio da implementação de programas e projetos que promovam o avanço da ciência, tecnologia e inovação (C&T&I).

Além disso, o complexo deverá estimular a formação de competência tecnológica/empresarial em Microeletrônica e Microssistemas, compreendendo o ciclo de desenvolvimento e fabricação de Circuito Integrado (CI), Componentes de Microssistemas (MST) e Produto Inteligente (PI) em parceria com instituições locais, nacionais e internacionais, contribuindo para o desenvolvimento econômico, ambiental e social sustentado da Amazônia Ocidental e, em particular, do Polo Industrial de Manaus.

O parque tecnológico está estimado em R$ 30 milhões exceto a Unidade de Fabricação de Microssistemas. O projeto prevê que parte dos recursos financeiros sejam provenientes da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), sendo que a liberação depende do governo federal, e o restante, oriundo de outros entes públicos e da iniciativa privada, em especial, dos aportes de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) das empresas fabricantes de bens de informática do Polo Industrial de Manaus (PIM).

No projeto-base está prevista a construção da Unidade de Gestão Estratégica (UGE), Unidade de Desenvolvimento Empresarial (UDE), Unidade de Referência para Fabricação de Microssistemas (URF), Unidade de Referência em Inovação (URI) em Microssistemas e a Área Central Comum (ACC). A primeira a ser construída será a UGE, que demandará um montante de R$ 4,5 milhões – desse valor, a autarquia destinará R$ 2,5 milhões.

A área a ser ocupada pelo empreendimento mede 369.086,75 metros quadrados e foi cedida pela SUFRAMA. O parque tecnológico terá capacidade para reunir 35 empresas incubadas das áreas de fabricação de Circuitos Integrados (CI´s), Microssistemas e de base tecnológica na Unidade de Desenvolvimento Empresarial. Outras poderão ser instaladas em áreas específicas para atração de investimentos, o que deverá elevar o número de empresas para 50.

O início das obras está previsto para 2011. Estima-se que a construção do parque tecnológico seja concluída no prazo de oito anos. Antes do início da construção do empreendimento, estão sendo executadas ações de formação, treinamento e geração de capital intelectual. Os laboratórios já implantados pelo CT-PIM também passarão a funcionar no local.

Vale ressaltar que as motivações e expectativas que deram origem ao Centro de Ciência, Tecnologia e Inovação do Pólo Industrial de Manaus surgiram do compromisso da SUFRAMA com a consolidação e sustentabilidade do Polo Industrial de Manaus e de sua inserção tecnológica e competitiva no parque industrial nacional.