Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Desenvolvimento da ZFM em pauta no Legislativo

Notícias

Desenvolvimento da ZFM em pauta no Legislativo

Tema foi discutido durante a audiência pública “Zona Franca: Destravar para avançar”.
por Márcio Gallo publicado: 23/03/2015 18h36 última modificação: 03/02/2016 11h14

Aumentar a atratividade para as empresas e garantir a competitividade do Polo Industrial de Manaus (PIM) foram temas de destaque na audiência pública “Zona Franca: Destravar para avançar”, proposta pelo deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) e realizada esta segunda-feira (23) no miniplenário Cônego Azevedo, da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

O evento teve por objetivo discutir práticas que auxiliem no desenvolvimento do modelo ZFM e reuniu diversos representantes de órgãos públicos e entidades privadas, como a Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (Crea-AM), Federação das Indústrias do Estado (Fieam), Corpo de Bombeiros e Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), dentre outros. Membros da Academia, profissionais liberais e demais interessados também se fizeram presentes à audiência.

Como autor da iniciativa, o deputado Serafim Corrêa iniciou os trabalhos abordando a necessidade de se identificar claramente os “obstáculos que impedem o pleno desenvolvimento da Zona Franca de Manaus”, o que possibilitará a todos os entes envolvidos traçar alternativas que visem à resolução de entraves.

Em seguida, o superintendente, em exercício, da SUFRAMA, Gustavo Igrejas, comentou sobre os objetivos da audiência pública e afirmou que “é preciso resolver problemas históricos, como a logística e infraestrutura, para ganharmos em competitividade e alcançarmos novos mercados. Também é importante desenvolvermos produtos para que possamos crescer, e isso precisa começar agora, pois os resultados concretos só serão vistos daqui a pelo menos dez anos”, acrescentou Igrejas.

Os representantes das demais entidades participantes apresentaram sugestões para desburocratizar as metodologias de liberação de implantação de novos empreendimentos industriais e laudos operacionais, sendo estes últimos alvos de críticas dos presentes pela grande quantidade de órgãos públicos (municipais, estaduais e federais) envolvidos para sua realização, o que pode acarretar no desinteresse, por parte dos investidores, de atuar na região e no País, tendo em vista ser uma questão nacional.

Esforços
A discussão realizada nesta segunda-feira faz parte do trabalho realizado pela Comissão de Indústria, Comércio Exterior e Mercosul da Aleam, quem tem como presidente o deputado Serafim Corrêa e como vice-presidente o deputado José Ricardo Wendling (PT), que também participou da audiência pública e apresentou sua visão e suas sugestões quanto às pautas destacadas em prol da Zona Franca de Manaus.