Você está aqui: Página Inicial > Notícias > DF tem uma mostra dos atrativos da FIAM 2008

Notícias

DF tem uma mostra dos atrativos da FIAM 2008

Realizada a cada dois anos pelo MDIC, por intermédio da SUFRAMA, a Feira tem por objetivo promover o potencial econômico da Amazônia brasileira, sendo reconhecida como a maior vitrine de negócios da região.
publicado: 04/06/2008 00h00 última modificação: 22/07/2016 10h25

A Feira Internacional da Amazônia (FIAM) é um dos eventos de maior destaque do país, uma vez que tem possibilitado a divulgação das potencialidades da região e contribuído satisfatoriamente com a consolidação do êxito do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) mediante a atração de novos investimentos, é o que afirmou o secretário do Desenvolvimento da Produção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Armando Meziat, que representou o ministro do Miguel Jorge na solenidade de lançamento da quarta edição da Feira Internacional da Amazônia (FIAM 2008), ocorrida na noite desta quarta-feira (04), no espaço Brasil 21, em Brasília.

Realizada a cada dois anos pelo MDIC, por intermédio da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), a Feira tem por objetivo promover o potencial econômico da Amazônia brasileira, sendo reconhecida como a maior vitrine de negócios da região.

De acordo com a superintendente da SUFRAMA, Flávia Grosso, os lançamentos realizados em Brasília e em São Paulo tiveram a finalidade de divulgar a Feira a investidores, empresários, autoridades governamentais, parlamentares, corpo consular e representantes de câmaras de comércio exterior, que estão sendo convidados a visitar a FIAM 2008, que ocorrerá em Manaus, no período de 10 a 13 de setembro. "A FIAM é resultado de uma ação planejada de promoção comercial realizada pela SUFRAMA e que tem obtido resultados bastante positivos, com a vinda de comitivas internacionais e de diferentes regiões do país, que têm a chance de verificar in loco as oportunidades de negócios existentes na Amazônia”, afirma a superintendente.

O representante do Centro das Indústrias do Estado do Amazonas (Cieam) no lançamento, Ronaldo Mota, disse que a FIAM tem sido primordial para o sucesso do modelo Zona Franca de Manaus na medida em que tem propiciado maior visibilidade ao modelo e a própria região e contribuído com a atração de investimentos nacionais e estrangeiros.

A programação do lançamento da FIAM 2008 em Brasília incluiu a exibição de um DVD institucional e espetáculo de boi-bumbá, apresentado por artistas de Parintins, seguido de um coquetel com comidas típicas regionais.

Vitrine Amazônica
A FIAM 2008 terá programação variada, com atividades que abrangem a exposição de produtos industrializados e artesanais, rodada de negócios, mostra científica, lançamento de produtos, salão de projetos para investimentos em negócios sustentáveis e jornada de seminários sobre temas estratégicos para o desenvolvimento regional, como transportes, logística, inovação tecnológica, micro e nanotecnologia, comércio exterior e turismo.

Entre os visitantes destacam-se empresários do Brasil e do exterior, além de representantes de instituições e órgãos governamentais interessados na aquisição de produtos e no investimento em projetos de desenvolvimento regional, operadores de turismo e de logística, comunidade científica, e mídia especializada.

Durante o evento será realizada a IV Jornada de Seminários Internacionais, que vai abordar temas estratégicos relacionados à Amazônia, como meio ambiente, energia, logística, turismo, TV digital, biotecnologia e bioindústria, micro e nanotecnologia no Pólo Industrial de Manaus, inovação tecnológica, pesquisa e desenvolvimento, políticas públicas em desenvolvimento regional, interação Amazônia-França, e imigração japonesa para a região.

Novidades em 2008
Na edição deste ano, a Feira dedicará espaço para projetos de desenvolvimento sustentável na Amazônia nas áreas ambiental, econômica/tecnológica e social. Serão apresentados trabalhos que farão parte do I Salão de Projetos para Investimentos em Negócios Sustentáveis. A programação também incluirá uma exposição dedicada à celebração dos 100 anos da Imigração Japonesa no Brasil, com destaque para a participação do capital de origem nipônica no Pólo Industrial de Manaus, representado por 32 empresas atuantes no Pólo Industrial de Manaus, que somam investimentos superiores a US$ 1,6 bilhão.


Outra novidade será a Rodada de Turismo, realizada em parceria com a Embratur, Ministério do Turismo, Amazon Convention Bureau, Amazonastur, Manaustur, Secretaria de Planejamento do Amazonas e secretarias de turismo dos estados da área de atuação da SUFRAMA (Amazonas, Acre, Rondônia, Roraima e Amapá), e que contará ainda com a participação dos estados do Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins, como convidados.