Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Doação de leite materno é foco de campanha junto às empresas do PIM

Notícias

Doação de leite materno é foco de campanha junto às empresas do PIM

A campanha ainda incentiva a criação de postos de coleta de frascos de vidro com tampa de rosca nas próprias fábricas, além de buscar incentivar e apoiar as futuras mães a doarem leite materno durante o período da licença maternidade.
por Márcio Gallo publicado: 26/05/2016 17h16 última modificação: 27/05/2016 12h55

Durante a 164ª reunião ordinária do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), realizada na noite de quarta-feira (25), no auditório da entidade, a ouvidora da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), Márcia Álamo, e o coordenador geral de Acompanhamento de Projetos Industriais da SUFRAMA, José Jorge do Nascimento Júnior, aproveitaram a oportunidade para, em parceria com a coordenadora do Banco de Leite Humano do Amazonas, Elizabeth Hardman, apresentar aos associados do Cieam a “Campanha permanente de sensibilização e conscientização da doação de leite materno em frascos”.

A iniciativa tem por objetivo incentivar as empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) a disponibilizarem, em suas enfermarias, áreas e pessoal treinado para dar apoio às trabalhadoras que sejam mães e que precisam retirar leite de suas mamas durante o expediente de trabalho. Além disso, o leite humano coletado pode ser armazenado em frascos para posterior coleta pelo Banco de Leite Humano do Estado para ser doado a recém-nascidos prematuros, que mais necessitam de apoio. “Poucos sabem, mas se for possível coletar nas fábricas do Polo apenas alguns mililitros de leite das mães que precisam trabalhar nas linhas de produção das indústrias, já será suficiente para ajudarmos muitas famílias que tiveram bebês nascidos de forma prematura. Muitas mães normalmente retiram leite de suas mamas nos intervalos do trabalho devido ao incômodo causado pelo excesso produzido pelo corpo. Se pudermos direcionar esse leite, que normalmente é desperdiçado, para o uso correto, poderemos salvar muitas vidas”, pontuou José Jorge do Nascimento Júnior.

Elizabeth Hardman fez uma apresentação aos cerca de 50 associados presentes à reunião do Cieam para destacar os benefícios sociais que a campanha prevê. Seja para os recém-nascidos, seja para as trabalhadoras e para as próprias empresas que apoiarem a ação. “A iniciativa vai permitir, por exemplo, reduzir o número de faltas e atrasos de funcionárias que amamentam, além de melhorar o rendimento e a satisfação no ambiente de trabalho dessas funcionárias. Além, é claro, de contribuir significativamente para a redução da mortalidade infantil no Estado e promover qualidade de vida para os bebês prematuros”, disse.

Hardman frisou que a ação não requer grandes estruturas para ser implementada nas indústrias locais. “É preciso, apenas, uma sala de apoio à amamentação com um congelador equipado com um termômetro para armazenamento do leite retirado, que pode ser colocado em frascos de vidro com tampas plásticas, tipo os usados para armazenar café solúvel. Além disso, é preciso apenas de um profissional de saúde para orientar o processo e uma pia para higienização”, completou.

O recolhimento do leite coletado nas indústrias será de responsabilidade do próprio Banco de Leite Humano do Amazonas. “Com esta ação, poderemos suprir a necessidade de milhares de crianças que precisam deste apoio em todo o Estado. Afinal, somos o único banco de leite humano no Amazonas, e atendemos a demanda de hospitais públicos e privados de todo o Estado”, reforçou Elizabeth Hardman.

A campanha ainda incentiva a criação de postos de coleta de frascos de vidro com tampa de rosca nas próprias fábricas, além de buscar incentivar e apoiar as futuras mães a doarem leite materno durante o período da licença maternidade.

Mais informações sobre a campanha podem ser obtidas com o Banco de Leite Humano do Amazonas, pelos telefones (92) 3647-4234/4235 ou pelo email blh_am@hotmail.com.