Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Durante o Codam, Suframa destaca atenção do governo federal à Amazônia

Notícias

Durante o Codam, Suframa destaca atenção do governo federal à Amazônia

Durante reunião do Conselho, foram aprovados 37 projetos industriais estimados em R$ 782 milhões, com geração de 1.005 mil vagas de emprego no período de até três anos.
por Layana Rios publicado: 19/02/2020 15h57 última modificação: 19/02/2020 17h31

Nesta quarta-feira foi realizada, no auditório da Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), a 284ª Reunião do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam) que aprovou 37 projetos industriais estimados em R$ 782 milhões, com geração de 1.005 mil vagas de emprego no período de até três anos. A reunião foi presidida pelo secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência Tecnologia e Inovação (Sedecti), Jório Veiga, e contou com a participação do superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, do presidente do Cieam, Wilson Périco, do vice-presidente da Fieam, Nelson Azevedo, e de demais autoridades que compõem o Conselho, bem como empresários, consultores, entre outros.

Durante a reunião, o superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, ressaltou a vinda do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, na última segunda-feira (17) ao Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA). “É um momento muito importante que a nossa região está tendo com relação à atenção por parte do governo federal. Discutimos um vetor importante que é a bioeconomia, além de temas como turismo, mineração e o polo digital”, afirmou.

Menezes também ressaltou a importância dos investimentos aprovados na pauta do Codam e convidou os presentes para a 290ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração da Suframa (CAS), que ocorrerá nesta quinta-feira (20), em comemoração aos 53 anos da Autarquia, a ser completado no próximo dia 28 de fevereiro.

Durante a reunião, também foi apresentado pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama), Aluizio Barbosa, o projeto do Distrito Bio Agroindustrial da Amazônia, polo de Rio Preto da Eva, a ser desenvolvido em parceria entre o governo do estado, prefeitura de Rio Preto da Eva e Suframa, que prevê uma primeira etapa orçada em R$ 75 milhões, que contemplará 50 lotes agroindustriais e previsão de 10 mil empregos.