Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Embaixador Belga promete ser aliado da ZFM na União Europeia

Notícias

Embaixador Belga promete ser aliado da ZFM na União Europeia

Apoio será dado para evitar que a região seja incluída em dispositivo que a UE contesta o Brasil na OMC.
por Enock Nascimento publicado: 14/04/2014 17h39 última modificação: 15/02/2016 13h46

O questionamento da União Europeia (UE) sobre o funcionamento da Zona Franca de Manaus (ZFM) e a possibilidade da concretização de negócios entre a Bélgica e o Amazonas nas áreas de logística, aeroportuária e biotecnologia foram os principais assuntos da visita do embaixador do país no Brasil, Jozef Smets, à sede da SUFRAMA, nesta segunda-feira (14).

Com dados oficiais e estudos econômicos, o superintendente Thomaz Nogueira demonstrou que, mesmo com o objetivo de agregar valor local e adensar a cadeia produtiva, a ZFM não pode ser considerada um regime fechado e protecionista. “Somos uma economia aberta e plenamente integrada à economia internacional. A maioria das empresas aqui instaladas é multinacional. Compramos 60% dos insumos (matéria-prima) de fora do Estado – e boa parte vem do exterior”, detalhou.

Nogueira também ressaltou que o modelo cria e partilha riquezas. “De 2003 a 2013 nós arrecadamos R$ 70 bilhões de impostos federais, recebemos de volta, no mesmo período, R$ 18 bilhões. Ou seja, além de não ser um paraíso fiscal, a ZFM ainda ajuda a desenvolver o Brasil como um todo”, frisou.

Outro detalhe enfocado pelo superintendente foi o ganho ambiental proporcionado pela ZFM. Um dos estudos científicos que comprovou essa relação direta entre o Polo Industrial de Manaus (PIM) com a preservação de 98% da floresta nativa do Amazonas foi feita por cientistas belgas, como Norberto Fenzl. “A presidente Dilma defendeu a ZFM em Bruxelas porque detém essas informações”, salientou o superintendente da SUFRAMA.

Reunião
Após os esclarecimentos, o diplomata propôs uma reunião especial sobre o tema ZFM com todos os 24 embaixadores da UE baseados no Brasil e afirmou que está à disposição como aliado na questão que será avaliada pela Organização Mundial do Comércio (OMC). Smets também acrescentou que planeja organizar e trazer para Manaus, em 2015, uma missão comercial com empresários belgas e potenciais investidores em áreas como hidrovias e biotecnologia. Outra meta da embaixada para o próximo ano é organizar um “dia da Bélgica” no País.

O superintendente aproveitou para convidar o diplomata para participar da oitava edição edição da Feira Internacional da Amazônia, que está prevista para ocorrer de 18 a 21 de novembro de 2015, em Manaus.

Nesta terça-feira (15), o embaixador visitará empresas belgas instaladas em Manaus, entre elas, a Coimpa, que atua na área de metais nobres, e a Ambev - subsidiária da AB InBev, companhia belga-brasileira que nasceu da fusão das empresas de bebidas Ambev e Interbrew, em 2004. Também está programada uma visita à Copag, que é mundialmente conhecida por fabricar jogos de cartas.

registrado em: , , , ,