Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Empresas comemoram “bons ventos” no PIM

Notícias

Empresas comemoram “bons ventos” no PIM

Indústrias instaladas na ZFM apresentam resultados positivos e já analisam a possibilidade de ampliar as vendas para a América Latina.
publicado: 10/05/2012 00h00 última modificação: 22/03/2016 15h44

As indústrias Harley-Davidson (duas rodas) e Technos (relógios) , instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM), receberam, nesta quarta-feira (9), a visita do secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), Alessandro Teixeira, e do superintendente da SUFRAMA, Thomaz Nogueira, que foram ver de perto o sucesso alcançado pelos empreendimentos, que escolheram o modelo Zona Franca de Manaus como plataforma para atingir o mercado brasileiro com competitividade e, diante dos bons resultados, já analisam a possibilidade de ampliar as vendas para a América Latina.

Teixeira, que já havia visitado a fábrica da Harley em 2010, conheceu a nova planta da empresa, que fica em um terreno de 20 mil metros quadrados na Avenida do Turismo, zona Oeste de Manaus, e entrou em operação no final de março. Ele ficou impressionado com a evolução do negócio nos últimos dois anos. “Da última vez que estive aqui eram pouco mais de 2 mil motos produzidas por ano, agora já triplicaram esse número e estão fazendo no Brasil modelos de todas as linhas da marca”, comentou o secretário. A fábrica da Harley em Manaus produz 20 modelos, das linhas Sporster, Dyna, Softail, V-Rod e Touring e, graças aos benefícios da ZFM, a demanda do mercado brasileiro pela marca começa a ser atendido com maior rapidez. “Começamos a abrir concessionárias em abril do ano passado. Hoje já são 11, devendo chegar a 17 ainda este ano e 40 até 2015”, comemorou Adelino Cardoso, gerente da planta da H-D em Manaus. “Só no ano passado vendemos mais de 5 mil unidades no Brasil”, completou. O superintendente da SUFRAMA disse que a empresa deve se preparar para vender muito mais. “O potencial do mercado brasileiro para este segmento é grande. A Harley pode chegar a 10 mil motos produzidas no ano que vem, tranquilamente”, disse Nogueira.

O sucesso da empresa norte-americana em Manaus pode ser medido pelos modelos V-Rod. As motos desta linha são as únicas no mundo que conseguem superar, em vendas, os modelos fabricados nos EUA. “O Brasil já é, hoje, o quarto mercado mundial da Harley e deve superar o Canadá este ano, chegando em 2013 com o terceiro mercado da marca”, confirmou Cardoso. Ele adiantou que o sucesso da fábrica em Manaus deve levar a matriz da H-D a transformar a capital amazonense em base para exportações para a América Latina em breve.

Relógios
Durante visita à empresa Technos, Alessandro Teixeira e Thomaz Nogueira também ouviram boas notícias sobre a ZFM. Eles foram recebidos pelo empresário, Maurício Loureiro, que destacou que o ano de 2011 foi muito positivo para a indústria de relógios. “Definitivamente o produto deixou de ser um acessório para ver hora e se transformou em peça de moda”, explicou. A Technos, maior empresa do segmento no PIM, produz mais de 3,5 milhões de unidades de relógio por ano, para marcas próprias como Technos e Euro e para outras marcas como Seiko, Mormaii e, a partir de junho, a Timex. “Este segmento sofre grande concorrência chinesa e, ainda assim, tem mostrado bom desempenho. A Zona Franca consegue dar fôlego para a indústria nacional brigar com a concorrência importada”, observou Teixeira.

Loureiro adiantou que a Techos S.A (completa um ano com capital aberto em 2 de julho) já está buscando novos parceiros para ampliar os investimentos no PIM, incluindo a possibilidade de atuar em outros segmentos industriais.