Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Estande da SUFRAMA atrai atenção na Navalshore

Notícias

Estande da SUFRAMA atrai atenção na Navalshore

Demanda de investidores e empresários da indústria naval por informações sobre o segmento no Amazonas é crescente no estande da autarquia.
por Márcio Gallo publicado: 13/08/2014 18h34 última modificação: 11/02/2016 18h26

No segundo dia da 11ª edição da Marintech South America Navalshore – evento que encerra nesta quinta-feira (14) no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro – a demanda de investidores e empresários da indústria naval por informações sobre como anda este segmento no Amazonas é crescente no estande conjunto da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), Secretaria de Estado de Planejamento do Amazonas (Seplan/AM) e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado (Sebrae/AM).

Fornecedores de serviços, insumos e empresas interessadas em negociar a fabricação de embarcações na Zona Franca de Manaus (ZFM) buscam no estande mais informações que possibilitem negociar um incremento do segmento naval da região, em especial no Amazonas. “Como o evento tem um público bastante especializado e congrega indústrias nacionais e internacionais, muitos se interessam em conhecer mais dos incentivos fiscais oferecidos pelo modelo Zona Franca de Manaus. Além disso, é de amplo conhecimento que é pelos nossos rios que a maior parte dos produtos fabricados no Polo Industrial de Manaus é escoada, bem como é por eles que chegam os insumos para a região. Isso atrai muita atenção”, destacou o técnico da Coordenação-Geral de Promoção Comercial da Superintendência (COGPC/SUFRAMA), Diego Forero.

No estande, representantes de empresas e sindicatos navais instalados na ZFM (como Sindnaval e Sindarma) entre outros, estão atendendo ao público que visita a feira e informando sobre as potencialidades do mercado naval local.

Palestras
Além do estande, SUFRAMA, Seplan/AM e Sebrae participam do evento com palestras, no ‘Espaço Inovação’ da Navalshore. Nesta quarta-feira (13) palestraram no Espaço o coordenador do Grupo de Trabalho do Planejamento Estratégico 2030 da Seplan/AM, Luiz Almir Fonseca, e o Secretário de Recursos Hídricos do Amazonas, Daniel Nava.

Fonseca apresentou dados sobre o Estudo Estratégico do desenvolvimento da indústria naval do Amazonas e o que representa o modal marítimo fluvial para a região. “Cerca de 65% das cargas do Polo Industrial de Manaus passam por esse modal. Por este motivo, precisamos de investimentos impactantes da infraestrutura logística, uma vez que temos o maior polo eletroeletrônico da América Latina”, afirmou. Já o secretário Nava falou das potencialidades minerais e a geodiversidade do Amazonas, e informou que “a indústria naval pode possibilitar o transporte de bens minerais da região, como o caulim, muito usado na fabricação de cerâmicas, cosméticos, entre outros”.

Promoção comercial
Além de esclarecer sobre o modelo Zona Franca, a SUFRAMA tem usado o espaço da 11ª Marintech South America Navalshore para divulgar a 8ª edição da Feira Internacional da Amazônia (FIAM), evento organizado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), com previsão de ser realizado em novembro de 2015.

A Navalshore é considerada estratégica para a cadeia de produtos e serviços da indústria naval do Brasil e a inserção da SUFRAMA no evento é de grande importância para fomentar o segmento na região amazônica, o que pode beneficiar diretamente as empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus, além de gerar emprego e renda.