Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Evento na SUFRAMA debate redução de custos logísticos para o PIM a partir da utilização do entreposto da ZFM em Uberlândia

Notícias

Evento na SUFRAMA debate redução de custos logísticos para o PIM a partir da utilização do entreposto da ZFM em Uberlândia

Inaugurado em março de 2010, o entreposto da ZFM em Uberlândia já apresenta resultados considerados animadores em pouco mais de um ano de funcionamento.
por Diego Queiroz publicado: 14/06/2011 00h00 última modificação: 12/04/2016 15h45

O potencial aproveitamento do Entreposto da Zona Franca de Manaus em Uberlândia (MG) como centro de recebimento, estocagem e distribuição dos produtos fabricados no Polo Industrial de Manaus (PIM) para todo o país, com redução de custos logísticos, foi um dos principais pontos debatidos nesta terça-feira (14) durante o “I Encontro de Negócios Manaus – Uberlândia”. O evento, realizado no auditório da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), contou com a participação de representantes de órgãos governamentais e de entidades de classe, empresários e operadores logísticos dos Estados do Amazonas e de Minas Gerais.

Inaugurado em março de 2010, o entreposto da ZFM em Uberlândia já apresenta resultados considerados animadores em pouco mais de um ano de funcionamento. Atualmente são 18 empresas em operação no local, com geração de aproximadamente 50 empregos diretos e circulação de R$ 1,5 bilhão em mercadorias.

O foco das discussões realizadas hoje foi aproveitar a localização estratégica da cidade de Uberlândia, conhecida como a “capital nacional da logística” e interligada às principais rodovias, ferrovias e portos brasileiros, para facilitar o escoamento dos produtos da indústria amazonense ao restante do país, tendo em vista que entre 80% e 85% das vendas do PIM são destinadas ao mercado brasileiro, com destaque para as regiões Sul e Sudeste.

A programação do encontro incluiu rodadas de negociações entre empresários amazonenses e mineiros e palestras técnicas sobre as condições de operação do entreposto da ZFM em Uberlândia e sobre oportunidades de negócios entre as duas regiões. O evento foi encerrado com a expectativa de que o discurso de aproximação das relações entre as duas regiões seja reforçado futuramente por protocolos de cooperação técnica, participações conjuntas em feiras de negócios e realização de missões para novo intercâmbio de experiências.

“Foi o primeiro processo oficial de uma parceria entre os dois polos”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Uberlândia, Paulo Sérgio Ferreira. “Para a cidade de Uberlândia e para o Estado de Minas Gerais é muito importante que nós possamos estabelecer novas parcerias aqui para ter ainda mais empresas de Manaus utilizando o entreposto da ZFM em Uberlândia. Queremos também utilizar o frete reverso para trazer produtos do Sudeste para Manaus e atender também o mercado local. Manaus é uma das capitais que mais crescem no Brasil e o Sudeste brasileiro tem muito interesse nesse mercado”, complementou.

De acordo com o secretário de Estado da Fazenda do Amazonas, Isper Abrahim, o: encontro foi importante porque apresentou novas oportunidades de ganhos logísticos para a região. “O Entreposto da ZFM em Uberlândia tem tido sucesso encorajador e pode trazer benefícios à indústria regional, pois permite que os produtos fabricados no polo amazonense possam ficar até seis meses estocados próximos das regiões consumidoras e tenham entrega garantida aos clientes em poucas horas”, disse Abrahim. “Antigamente, sem o entreposto, os pedidos só tinham a opção de ser faturados diretamente do PIM e levavam em média até 15 dias para ser entregues”, reforçou.

A coordenadora-geral de Estudos Econômicos e Empresariais da SUFRAMA, Ana Maria Souza, destacou o fato de que mais de 50 empresários de Uberlândia se deslocaram até Manaus para participar do encontro, o que demonstra o interesse do lado mineiro no desenvolvimento de negócios com o PIM, e disse ainda que a utilização do entreposto da ZFM em Uberlândia é mais uma alternativa que pode ser utilizada pelas empresas amazonenses com vistas à redução de custos. “A intenção é justamente aproximar mais os empresários dos dois polos, pois uma vez que se amplia o número de empresas em operação no entreposto e aumenta-se o volume de negócios, pode-se fazer uma negociação para a redução de preços, tanto de frete quanto de armazenagem. E essa redução impacta positivamente na competitividade dos produtos fabricados no PIM”, afirmou Ana Maria.

O “I Encontro de Negócios Manaus – Uberlândia’ foi uma das ações integrantes da programação da missão do projeto Plataforma de Valor do Brasil Central (PVBC) a Manaus. A missão, que desembarcou em Manaus na segunda-feira com o objetivo de estimular a geração de novos negócios e parcerias entre os dois Estados, será encerrada nesta quarta-feira (15) com visitas a empresas do PIM e aos portos Chibatão e Superterminais.

 

registrado em: ,