Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Faturamento de US$ 2,145 bilhões no mês de julho confirma início da recuperação do Polo Industrial de Manaus

Notícias

Faturamento de US$ 2,145 bilhões no mês de julho confirma início da recuperação do Polo Industrial de Manaus

O faturamento no mês de julho foi o maior do PIM desde novembro do ano passado, início dos efeitos da crise econômica internacional.
por Diego Queiroz publicado: 11/09/2009 00h00 última modificação: 24/05/2016 14h24

O Polo Industrial de Manaus (PIM) iniciou o segundo semestre deste ano de forma positiva, registrando faturamento de US$ 2,145 bilhões no mês de julho, resultado 6,09% superior ao alcançado no mês de junho (US$ 2,021 bilhões). O faturamento no mês de julho foi o maior do PIM desde novembro do ano passado, início dos efeitos da crise econômica internacional, quando foram faturados US$ 2,105 bilhões. No acumulado de janeiro a julho deste ano, o PIM faturou US$ 12,403 bilhões – queda de 30,9% em relação ao mesmo período do ano passado (US$ 17,950 bilhões). Em reais, o faturamento do Polo Industrial em julho foi de R$ 4,145 bilhões e, no acumulado dos sete primeiros meses do ano, totalizou R$ 26,465 bilhões, o que representa uma queda menos acentuada, de 12,06%, no comparativo com o mesmo período de 2008 (R$ 30,094 bilhões).

As exportações do Polo Industrial de Manaus no mês de julho foram de US$ 76,921 milhões, resultado 34,95% superior ao alcançado em junho deste ano, quando as vendas ao mercado internacional somaram US$ 56,996 milhões. Em relação à mão-de-obra, as empresas fecharam o sétimo mês de 2009 com um total de 86.659 trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 11, pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), com base em estatísticas de desempenho fornecidas por 391 empresas instaladas no Polo Industrial da capital amazonense.

Segundo o superintendente adjunto de Projetos da SUFRAMA, Oldemar Ianck, o desempenho do PIM em julho confirmou as expectativas otimistas em torno de um segundo semestre com resultados mais positivos. A tendência, segundo o superintendente, é que as empresas continuem melhorando seus desempenhos. “Agora já desfrutamos de um momento de recuperação que nos permite fazer projeções mais positivas para o restante de 2009.”, afirma Ianck.

Entre os diferentes setores que compõem o PIM, o segmento Eletroeletrônico (incluindo Bens de Informática) alcançou em julho faturamento de US$ 955,137 milhões – um aumento de 11,55% em relação ao faturado em junho (US$ 856,314 milhões). Todavia, o Polo de Duas Rodas, segundo com maior participação no faturamento global do PIM, apresentou em julho faturamento 5,80% menor do que o alcançado em junho (US$ 424,687 milhões ante US$ 450,850 milhões, respectivamente).

Outros segmentos que se destacaram no comparativo entre julho e junho deste ano foram os de termoplástico (faturamento em julho de US$ 176,670 milhões e crescimento de 20,09% em relação ao mês anterior) e o de isqueiros, canetas e barbeadores descartáveis (faturamento em julho de US$ 53,060 milhões e aumento de 32,88% ante junho). O segmento naval foi o que apresentou maior crescimento no período, registrando faturamento em julho de US$ 6,358 milhões – 77,53% superior ao verificado no mês anterior (US$ 3,581 milhões).

Produtos
O desempenho positivo do segmento eletroeletrônico no mês de julho pode ser explicado em parte pelo fato de televisores com tela de cristal líquido (LCD) e plasma, fornos microondas, home theaters, condicionadores de ar, monitores com tela LCD e câmeras fotográficas digitais terem obtido resultados muito favoráveis em relação ao mês de junho.

No caso das TVs de LCD, foram 280.799 unidades produzidas em julho, um aumento de 27,10% em relação a junho. No acumulado de janeiro a julho deste ano, os indicadores já contabilizam 1.561.668 televisores desse tipo produzidos, contra 1.151.331 fabricados no mesmo período do ano passado – aumento comparativo de 35,64%.

Com 37.841 unidades produzidas em julho contra 12.413 unidades em junho, os condicionadores de ar do tipo janela tiveram um aumento de produção de 304,84%, enquanto as unidades evaporadoras e condensadoras de ar do tipo split system registraram, respectivamente, aumento de produção de 41,35% e 50,97% no comparativo entre os dois meses.

Outro produto que apresentou grande aumento de produção foi o forno de microondas, que atingiu o patamar de 271.485 unidades fabricadas em julho, enquanto em junho a produção ficou em 98.741 unidades (aumento de 274,94%). Merecem destaque ainda os monitores com tela de LCD (126.965 unidades produzidas em julho ante 66.989 unidades fabricadas no mês anterior, aumento de 89,53%); os televisores com tela de plasma (23.119 unidades produzidas em julho contra 17.326 em junho, aumento de 33,43%); e as câmeras fotográficas digitais (produção de 146.197 unidades em julho, aumento de 27,22% em relação a junho).

registrado em: , ,