Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Faturamento do PIM apresenta melhora em março

Notícias

Faturamento do PIM apresenta melhora em março

Dentre os segmentos, o Eletroeletrônico (incluindo Bens de Informática) participa com R$ 9,4 bilhões (US$ 3.2 bilhões) do faturamento do Polo Industrial de Manaus.
por Márcio Gallo publicado: 21/05/2015 14h45 última modificação: 02/02/2016 16h09

O faturamento registrado pelas empresas incentivadas do Polo Industrial de Manaus (PIM) no mês de março apresentou ligeira recuperação frente ao apurado nos dois primeiros meses de 2015. Segundo as informações repassadas pela indústria local à Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), que servem de base para a compilação dos Indicadores de Desempenho do PIM, o parque fabril manauara acumulou faturamento de R$ 19,8 bilhões entre janeiro e março deste ano, o que representa recuo de 6,36% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado (R$ 21,1 bilhões). Ainda assim, a queda de faturamento é menor do que a apurada no primeiro bimestre (-14,24%). Em dólar, o faturamento no trimestre foi de US$ 6.9 bilhões, com retração de 22,60% quando comparado aos três primeiros meses de 2014 (US$ 8.9 bilhões). Assim como em real, a queda também diminuiu quando se compara com o apurado no primeiro bimestre deste ano (-27,39%).

Dentre os segmentos, o Eletroeletrônico (incluindo Bens de Informática) participa com R$ 9,4 bilhões (US$ 3.2 bilhões) do faturamento do Polo Industrial de Manaus – o que representa 47,44% do total do PIM. Em seguida vêm os setores de Duas Rodas, com faturamento de R$ 3,4 bilhões (US$ 1.1 bilhão) e 17,24% de participação; Químico, com faturamento de R$ 2,5 bilhões (US$ 880 milhões) e 12,69% de participação; Termoplástico, com R$ 1 bilhão (US$ 368 milhões) e 5,31% de participação; e Metalúrgico, com R$ 910 milhões (US$ 318 milhões) e 4,60% de participação. Outros subsetores representam 12,74% do faturamento global do PIM.

Entre os produtos, os destaques ficaram por conta da produção de discos e aparelhos reprodutores de Blu Ray, com acréscimo de 144% e 55% respectivamente; aparelhos home theater, com 133%; condicionadores de ar de janela, com 44%; autorrádios, com 33%; e aparelhos receptores de sinal de televisão, com 30%.

Destaca-se, ainda, o fim da fabricação de dois produtos eletroeletrônicos: os televisores em cores (modelos CRT) e os televisores com tela de plasma, cuja fabricação em 2014 alcançou nível recorde devido ao baixo custo da matéria prima.

Empregos
A média mensal de empregos registrada no PIM chegou a 115.626. Na comparação mês a mês, houve uma redução de postos de trabalho de março ante fevereiro (114.325 contra 115.480, respectivamente). Em relação ao mesmo mês de 2014, a diferença negativa chega a pouco mais de 12 mil empregos.

Para o superintendente, em exercício, da SUFRAMA, Gustavo Igrejas, “os dados apurados mensalmente pela autarquia apresentam o reflexo das dificuldades econômicas que atingem todo o País. Apesar da pequena melhora no faturamento apurado no Polo Industrial de Manaus neste mês de março, o cenário ainda é de dificuldades, conforme nota-se não apenas no segmento industrial, mas também em toda sociedade, com retração do consumo e consequente queda de demanda”.