Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Faturamento do PIM chega a US$ 28,5 bilhões em novembro

Notícias

Faturamento do PIM chega a US$ 28,5 bilhões em novembro

O número de empregos diretos, incluindo mão-de-obra terceirizada, chegou a 108 mil em novembro, com base nos dados fornecidos por 387 das 550 empresas que compõem o pólo.
publicado: 12/01/2009 00h00 última modificação: 18/07/2016 10h05

Dados divulgados hoje (12) pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), mostram que o faturamento do Pólo Industrial de Manaus (PIM) fechou em alta no período acumulado de janeiro a novembro de 2008, chegando a US$ 28,573 bilhões, valor 20,19% maior que o alcançado no mesmo período do ano anterior, quando o faturamento foi de US$ 23,773 bilhões. No entanto, em novembro houve uma queda de 20,76% em relação ao mês de outubro, quando começou a repercutir a crise financeira internacional. Ultrapassando o valor de US$ 1,111 bilhão no acumulado, as exportações contabilizam acréscimo de 15,27% no comparativo com o mesmo período de 2007, em que as vendas ao comércio exterior alcançaram o montante de US$ 964,230 milhões. Mas houve queda de 36,40% na comparação mensal, uma vez que em novembro o valor exportado foi de US$ 89,993 milhões e em outubro, US$ 122,745 milhões.

O número de empregos diretos, incluindo mão-de-obra terceirizada, chegou a 108 mil em novembro, com base nos dados fornecidos por 387 das 550 empresas que compõem o pólo. Essa quantidade de postos de trabalho é inferior à de outubro quando foram contabilizados 113.994 empregos, contudo deve-se levar em consideração, além de efeitos da crise, a margem de diferença do número de empresas informantes que, naquele mês, foi de 407.

Embora o faturamento tenha apresentado crescimento positivo, os resultados do mês de outubro mostram indícios do impacto da crise financeira em diversos segmentos do pólo, contribuindo também para o decréscimo do número de empregos. Segundo o superintendente adjunto de projetos, Oldemar Ianck, “a SUFRAMA, em sincronia com o Governo Federal, está trabalhando no sentido de garantir que os danos da crise financeira sejam os menores possíveis, principalmente, no que se refere à questão da empregabilidade, por meio de medidas que fazem parte do pacote anticrise, anunciadas pelo Governo Federal e pelo Governo do Estado do Amazonas”.

Sub-setores e Principais Produtos
O segmento Eletroeletrônico/bens de informática mantém a liderança no ranking de faturamento dos principais segmentos do Pólo, registrando US$ 12,421 bilhões – um crescimento de 12,85% em relação ao acumulado de janeiro a novembro do ano passado. Em segundo lugar, vem o segmento de duas rodas, com US$ 7,337 bilhões e incremento de 30,77% na comparação do período. Na seqüência, os segmentos químico (US$ 2,770 bilhões e aumento de 14,01%), metalúrgico (US$ 1,949 bilhão e aumento de 41,76%), e termoplástico (US$ 1,568 bilhão e aumento de 19,67%).

Quanto aos produtos de maior destaque, o televisor com tela de cristal líquido (LCD) é o carro-chefe do segmento de eletroeletrônico/bens de informática. De janeiro a novembro de 2008, foram produzidas 2.551 milhões de unidades, representando um crescimento de 248,85% comparado com o mesmo período de 2007, quando a produção foi de 731.445 mil unidades. As unidades condensadoras para Split System (condicionadores de ar splits) também tiveram alta no índice de produção, comparado com o mesmo período do ano passado, quando foram fabricadas 79.657 mil unidades; este ano, de janeiro a novembro, foram produzidas 251.663 mil unidades, um aumento percentual de 170,74%. No segmento de duas rodas, alavancado pelas motocicletas, motonetas e ciclomotos, foram produzidas 2.249 milhões de unidades de janeiro a novembro de 2008, 26,01% a mais que no acumulado de 2007.

Outros produtos que merecem destaque no aumento da produção são: câmeras fotográficas digitais (84,78%), televisores de plasma (75,44%), telefones celulares (28,82%), aparelhos telefônicos/porteiros eletrônicos (25,48%), receptores de sinal de televisão (23,38%), relógios de pulso e de bolso (20,13%), microcomputadores – inclusive notebooks (12,49%), compact disc – inclusive CD ROOM (17,20%) e aparelhos de barbear (8,00%).

Apesar da variação positiva no período acumulado, alguns produtos fabricados no PIM sofreram desaceleração produtiva a partir de outubro, tais como telefones celulares, receptores de sinal de TV, telejogos, home theaters, monitores com tela de LCD, e condicionadores split. Em contrapartida, outros produtos registraram aumento de produção no mês de novembro, em comparação com outubro, como motocicletas e motonetas, aparelhos de áudio portáteis, condicionadores de ar de parede, e monitores com tela de cinescópio (uso em informática).

registrado em: , ,