Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Faturamento do PIM cresceu 19% em janeiro

Notícias

Faturamento do PIM cresceu 19% em janeiro

O faturamento de R$ 7,15 bilhões é o maior valor já registrado para janeiro no Polo Industrial de Manaus desde o início da série histórica.
por Enock Nascimento publicado: 16/03/2018 15h00 última modificação: 16/03/2018 16h01

O Polo Industrial de Manaus (PIM) começou o ano com o faturamento recorde de R$ 7,15 bilhões, o maior valor já registrado para janeiro desde o início da série histórica. Além disso, o montante representa ainda um crescimento nominal de 19,45% em relação ao mesmo mês do ano passado (R$ 5,98 bilhões). Em dólar, o faturamento de janeiro foi de US$ 2.24 bilhões, significando um incremento de 16,89% na comparação com o primeiro mês de 2017 (US$ 1.92 bilhão).

Ainda de acordo com as informações fornecidas pelas empresas incentivadas no parque fabril de Manaus, a mão de obra do PIM em janeiro foi de 87.070 trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados. O número é 0,97% maior que o total de vagas registrado em janeiro de 2017 (86.236) e 0,54% inferior na comparação com o total inventariado em dezembro de 2017 (86.039).

Com dados apenas de janeiro, a média mensal do ano (87.070 empregos) já é maior que as médias mensais acumuladas dos dois últimos anos: 2016 (86.161) e 2017 (86.195). No primeiro mês de 2018 ocorreram 2.456 admissões e 1.724 demissões, perfazendo o saldo de 732 vagas ocupadas.

Segmentos
Com R$ 2,26 bilhões (US$ 711.2 milhões) faturados no primeiro mês do ano, o polo Eletroeletrônico foi o maior responsável pelo resultado global de faturamento do PIM, respondendo por 31,62% do total. Em seguida estão os segmentos de Bens de Informática, com participação de 20,24%; Duas Rodas, com 13,63%; e Químico, com 11,75%.

Os setores que apresentaram crescimento na comparação entre os meses de janeiro de 2017 e 2016 foram: Eletroeletrônico (34,71% em moeda nacional e 31,83% em Dólar); Bens de Informática do Polo Eletroeletrônico (23,09% e 20,46%); Duas Rodas (16,41%; 13,93%); Termoplástico (13,99% e 11,55%); Metalúrgico (8,65% e 6,33%); Bens de Informática do Polo Mecânico (33,20% e 30,36%); Papel e Papelão (21,57% e 18,97%); Químico (30,79% e 27,99%); Têxtil (18,98% e 16,43%); e Diversos (39,25% e 36,27%).

Produtos
Entre os produtos que apresentaram incremento relevante de produção em janeiro de 2018, em relação ao mesmo mês do ano anterior, destacam-se: home theater (106,21%); microcomputador portátil (73,78%); câmera fotográfica digital (71,67%); blu-ray (70,66%); televisor com tela LCD (67,96%); microcomputador desktop (63,52%); CD e DVD (58,33%); condicionador de ar de janela ou de parede de corpo único (51,06%); e bicicleta inclusive elétrica (48,20%).

Em termos de volume de faturamento apresentado, os dez principais produtos fabricados pelo PIM em janeiro deste ano foram: televisor com tela de cristal líquido (R$ 1,599 bilhão e US$ 503 milhões); telefone celular (R$ 793 milhões e US$ 249.3 milhões); motocicleta, motoneta e ciclomotores (R$ 749,7 milhões e US$ 235.7 milhões); condicionador de ar do tipo split system (R$ 277 milhões e US$ 87.1 milhões); placa de circuito montada para uso em informática (R$ 157,9 milhões e US$ 49.6 milhões); forno micro-ondas (R$ 92,2 milhões e US$ 29 milhões); autorrádio e aparelhos reprodutores de áudio (R$ 71,8 milhões e US$ 22.5 milhões); receptor de sinal de televisão (R$ 65,5 milhões e US$ 20.6 milhões); relógio de pulso e de bolso (R$ 58,2 milhões e US$ 18.3 milhões); e rádios aparelhos/reprodutores/gravadores de áudio não portátil inclusive toca disco digital a laser (R$ 52,3 milhões e US$ 16.4 milhões).

Análise
O superintendente da SUFRAMA, Appio Tolentino, avalia que os indicadores de janeiro começam a confirmar as expectativas otimistas da retomada e recuperação econômica. “Os dados mostram que o PIM está ganhando fôlego para iniciar a trajetória de oscilação positiva e inspira otimismo o fato de que esse crescimento está sendo puxado pelos segmentos mais representativos do PIM, como Eletroeletrônico, Bens de Informática e Duas Rodas, e com produtos como televisores, microcomputadores e bicicleta apresentando crescimento de produção e faturamento”, analisa.

registrado em: ,