Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Faturamento no PIM cresce 5,6% em relação a 2013

Notícias

Faturamento no PIM cresce 5,6% em relação a 2013

Montante acumulado foi de R$ 54,6 bilhões nos oito primeiros meses de 2014.
por Márcio Gallo publicado: 10/10/2014 14h29 última modificação: 10/02/2016 18h05

O Polo Industrial de Manaus (PIM) registrou faturamento de R$ 54,6 bilhões (US$ 23.9 bi) nos oito primeiros meses de 2014. O resultado apurado pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) junto às empresas incentivadas do parque fabril local, e divulgado nos Indicadores de Desempenho do PIM, apontam crescimento de 5,6% em moeda nacional e decréscimo de 2,9% em dólar na comparação com o mesmo período de 2013. A média mensal de empregos no período fechou em aproximadamente 122 mil postos de trabalho.

Dentre os segmentos produtivos, o polo Eletroeletrônico – incluindo Bens de Informática – alcançou RS 27,6 bilhões (US$ 12.1 bi) e representa 50,6% do total do faturamento do Polo Industrial de Manaus. O resultado deste segmento se deve, dentre outros fatores, ao aumento da demanda por aparelhos televisores, fato comum em anos de grandes eventos esportivos, como a Copa do Mundo de futebol realizada no Brasil no fim do primeiro semestre. A fabricação de TVs com tecnologia LCD/LED registrou avanço de 16,95% na relação com os oito primeiros meses de 2013, com produção de 8,9 milhões de unidades (7,6 milhões em 2013). Proporcionalmente, ocorreu resultado ainda melhor com os televisores com tela de plasma, cuja fabricação teve acréscimo de 226,73% quando comparado com os meses de janeiro a agosto do ano anterior e atingiu 1,4 milhão de unidades (457 mil em 2013). A produção de tablets também segue contribuindo para que este polo registre crescimento a cada levantamento realizado pela autarquia. Com mais de dois milhões de unidades fabricadas este ano, a produção do equipamento cresceu 33,84% em 2014 (de janeiro a agosto de 2013 foi produzido 1,5 milhão de unidades).

O polo de Duas Rodas – que segue com dificuldades na oferta de crédito para o consumidor interessado em adquirir motocicletas – é o segundo maior do parque fabril local, com 16,36% de participação no faturamento do PIM. Os polos Químico (11,83%), Termoplástico (4,98%) e Metalúrgico (4,58%), em conjunto com outros subsetores de atividades (11,65%), completam a participação no faturamento da indústria incentivada de Manaus.

Outros produtos que se destacaram entre janeiro e agosto deste ano foram o condicionador de ar do tipo split system (produção de 2,2 milhões de unidades e 14,55% superior ao mesmo período de 2013); condicionador de ar de janela (437 mil unidades e 19,65% superior); forno microondas (três milhões de unidades e 13,94% superior); monitores com tela LCD (396 mil unidades e 16,58% superior) e aparelho receptor de posicionamento global por satélite – GPS (106 mil unidades e 38,18% superior).

Empregos
De acordo com os dados remetidos à SUFRAMA pelas empresas do PIM, o mês de agosto teve ocupação de 118.973 postos de trabalho, entre mão de obra efetiva, temporária e terceirizada. A média mensal, com 122.105 empregos, é a maior já registrada para o período. Segundo o superintendente da Zona Franca de Manaus, Thomaz Nogueira, “os empregos este ano apresentaram uma curva atípica, devido à necessidade da indústria local se adaptar à demanda do mercado por conta da Copa do Mundo. Tivemos maior geração de empregos nos primeiros meses do ano e uma esperada adaptação no fim do semestre passado. A expectativa é que haja a manutenção da média dos postos de trabalho informados pelas empresas neste levantamento”.