Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Indústrias do PIM fecham 2019 com faturamento recorde

Notícias

Indústrias do PIM fecham 2019 com faturamento recorde

Desde que foi criado o Real o Polo Industrial de Manaus (PIM) nunca havia atingindo um nível de faturamento acima da casa dos R$ 100 bilhões em um ano
por Layana Rios publicado: 16/03/2020 16h33 última modificação: 16/03/2020 16h33

Pela primeira vez na série histórica dos indicadores de desempenho do Polo Industrial de Manaus (PIM), o parque fabril superou a marca de R$ 100 bilhões em faturamento anual. De janeiro a dezembro de 2019, o PIM faturou R$ 104,62 bilhões, o que representa crescimento de 12% em relação ao ano de 2018 (R$ 93,41 bilhões) e acompanha a retomada de crescimento do Polo iniciada em 2017, quando o faturamento cresceu 9,86% em relação a 2016. Na comparação em dólar, o faturamento em 2019 foi de US$ 26.42 bilhões, representando crescimento de 3,61% em relação ao ano anterior (US$ 25.50 bi), mesmo com o dólar fechando o ano acima de R$ 4. Os dados são sintetizados pela Superintendência da Zona Franca de Manaus.

Dos seis segmentos com maior participação no faturamento do PIM, cinco apresentaram crescimento em 2019: Eletroeletrônico (faturamento de R$ 27,43 bilhões e crescimento de 5,32%); Bens de Informática do Polo Eletroeletrônico (faturamento de R$ 23,55 bilhões e crescimento de 17,53%); Duas Rodas (faturamento de R$ 15,14 bilhões e crescimento de 16,79%); Metalúrgico (faturamento de R$ 8,05 bilhões e crescimento de 41,75%); e Termoplástico (faturamento de R$ 6,83 bilhões e crescimento de 18,65%).

Entre os principais produtos fabricados pelo Polo, houve crescimento na produção de itens como televisores com tela de cristal líquido (12,8 milhões de unidades fabricadas e crescimento de 10,24%); telefones celulares (14,3 milhões de unidades fabricadas e crescimento de 0,84%); motocicletas, motonetas e ciclomotos (1,1 milhão de unidades fabricadas e crescimento de 6,03%); condicionadores de ar do tipo split system (4,8 milhões de unidades fabricadas e crescimento de 51,52%); e bicicletas, inclusive, elétricas (921,3 mil unidades fabricadas e crescimento de 18,56%).

Mão de obra
A mão de obra do PIM, no mês de dezembro de 2019, registrou 89.480 trabalhadores empregados, entre efetivos, temporários e terceirizados. Já a média mensal do ano ficou em 89.251 empregos, com aumento de 1.715 postos de trabalho em relação a média mensal de 2018 (87.536).

De acordo com o superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, os resultados positivos dos indicadores do PIM no ano de 2019 devem-se às ações tomadas pelo governo federal que possibilitaram a recuperação da economia nacional, uma vez que cerca de 95% dos produtos do Polo são destinados a abastecer o mercado nacional. “Foi um ano positivo no faturamento e também na geração dos empregos, mas nossa expectativa é de alcançar resultados ainda melhores nesses indicadores à medida em que trabalhamos em sintonia com o Ministério da Economia na desburocratização e na atração de investimentos, melhorando cada vez mais o ambiente de negócios na região”, afirmou.