Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Feira vai discutir gargalos logísticos da ZFM

Notícias

Feira vai discutir gargalos logísticos da ZFM

Transpo Amazônia será realizada em Manaus entre os dias 26 e 28 de junho deste ano.
publicado: 25/04/2012 00h00 última modificação: 23/03/2016 11h13

“A logística é um dos principais desafios da Zona Franca de Manaus. Precisamos construir soluções”. Com estas palavras o superintendente da SUFRAMA, Thomaz Nogueira, avaliou como extremamente positiva a 1ª Feira e Congresso Internacional de Transporte & Logística (Transpo Amazônia), que será realizada em Manaus entre os dias 26 e 28 de junho deste ano. A iniciativa, da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística da Região Amazônica (Fetramaz), foi apresentada oficialmente nesta quarta-feira (25), durante evento no Studio 5, e teve, desde o início, apoio da SUFRAMA que, além de participar da Feira com um estande, enxergou na iniciativa a chance de fomentar as discussões em torno de soluções para o gargalo logístico da região.

“O custo não é uma questão irrelevante, mas o mais importante é vencer a questão do tempo. Cada dia perdido no transporte representa muito em termos de competitividade”, disse Thomaz durante o lançamento da Transpo Amazônia, que contou ainda com a participação do secretário de Fazenda do Amazonas, Ísper Abrahim; do comandante do 9º Distrito Naval, Almirante Antonio Frade; do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus, Ralph Assayag; do presidente da Federação das Empresas de Transportes Rodoviários da Região Norte, Francisco Bezerra; e do presidente da Fetramaz, Irani Bertolini.

Nogueira destacou ainda que muitas soluções, como o comboio de balsas com contêineres, surgiram na Amazônia como forma de vencer os desafios da distância. “Somos bons em criar alternativas, em levar o produto daqui até o mercado. Precisamos concentrar esforços em soluções para a infraestrutura portuária e em outros gargalos”, disse o superintendente. “Nós enxergamos melhor a região porque vemos de dentro para fora. O que apontarmos aqui será mais adequado do que o que vier de fora”, concordou Irani Bertolini. O presidente da Fetramaz acrescentou que uma maior atenção para a BR-163 (Cuiabá - Santarém) seria uma boa alternativa para a logística amazônica no momento. “Viabilizar a BR-163 seria um grande feito, que reduziria em dois dias a viagem para o Sul do País”, disse Bertolini. “Nossas rodovias são ruins e a infraestrutura portuária também precisa evoluir”, completou, adiantando temas que serão alvo de debates durante a Feira.

A Transpo Amazônia será realizada no Studio 5, com exposições, palestras e ainda uma Assembleia Geral da Câmara Interamericana de Transporte (CIT), que reúne entidades de transporte de 18 países do continente americano. “A expectativa é termos um bom evento e, sem dúvida, com soluções concretas ao final”, resumiu o secretário da Fazenda, Ísper Abrahim.