Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Gustavo Igrejas assume o comando da SUFRAMA

Notícias

Gustavo Igrejas assume o comando da SUFRAMA

Superintendente adjunto de Projetos assume cargo após pedido de exoneração de Thomaz Nogueira.
publicado: 10/11/2014 16h25 última modificação: 05/02/2016 17h30

O Diário Oficial da União desta segunda-feira (10) publicou a portaria 764 da Casa Civil da Presidência da República exonerando, a pedido, Thomaz Afonso Queiroz Nogueira do cargo de superintendente da Zona Franca de Manaus. Com a saída de Nogueira, o cargo passa a ser exercido interinamente pelo superintendente adjunto de Projetos da autarquia federal, Gustavo Adolfo Igrejas Filgueiras, servidor de carreira da instituição.

A troca de comando foi comunicada pessoalmente a Igrejas pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges, durante reunião em Brasília no último dia 5 de novembro. Uma semana antes, Thomaz Nogueira havia tornado pública a sua intenção de deixar o cargo.

No primeiro dia como superintendente interino, Igrejas reuniu-se com todos os superintendentes-adjuntos e coordenadores-gerais da autarquia e pediu um levantamento minucioso sobre a situação de cada setor. “Vamos listar tudo, os principais problemas, as soluções encaminhadas, trabalhar cada uma das questões de modo a evitar que haja qualquer solução de continuidade”, disse o superintendente. “Vamos buscar respostas para tudo o que for urgente e deixar a máquina administrativa funcionando com total eficácia e eficiência para qualquer um que venha a assumi-la. Estamos vivendo um momento histórico na SUFRAMA, em que se discute seu papel nos próximos 50 anos da Zona Franca de Manaus, e não vamos deixar este momento passar em branco”, afirmou Igrejas.

Breve currículo
Gustavo Adolfo Igrejas Filgueiras, 45 anos, carioca, é bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e pós-graduado, em Administração de Empresas (CEAE), pela Fundação Getúlio Vargas. Sua primeira experiência profissional foi como estagiário na SUFRAMA, entre abril de 1987 e outubro de 1988, no então Departamento de Acompanhamento de Projetos Industriais. Toda a sua carreira foi construída na Superintendência.

Após seu estágio, ele foi admitido na Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi) em novembro de 1988 e seguiu prestando serviços à SUFRAMA como Economista/Analista de Projetos até abril de 1997, quando assumiu a presidência da Comissão Permanente de Licitação da autarquia.

Em abril de 1998, Gustavo Igrejas assumiu a Coordenação-geral de Acompanhamento de Projetos Industriais (CGAPI). Em 2008 foi aprovado em concurso público e empossado como servidor efetivo do quadro da autarquia federal, permanecendo como coordenador da CGAPI até fevereiro de 2012 quando, na gestão do superintendente Thomaz Nogueira, foi nomeado como superintendente adjunto de projetos.

Com a publicação da exoneração de Nogueira, Gustavo Igrejas passou a exercer interinamente o maior posto da Superintendência da Zona Franca de Manaus.