Você está aqui: Página Inicial > Notícias > IBGE capacita técnicos da Região Norte e DF em contas nacionais

Notícias

IBGE capacita técnicos da Região Norte e DF em contas nacionais

A SUFRAMA participa do treinamento, de 35 horas, com técnicos de suas áreas de estatística e de estudos econômicos e empresariais.
publicado: 07/04/2008 00h00 última modificação: 25/07/2016 12h16

Técnicos das secretarias de planejamento dos Estados da Região Norte, do Distrito Federal (DF) e da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) estão recebendo aperfeiçoamento em contas nacionais. O treinamento é oferecido por especialistas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) capacitados pelo Instituto Nacional de Estatísticas e Estudos Econômicos (INSEE) do governo da França, que difunde conhecimento sobre a área desde 1979.

A SUFRAMA participa do treinamento, de 35 horas, com técnicos de suas áreas de estatística e de estudos econômicos e empresariais pelo fato de a autarquia ser uma das fontes de informações do IBGE para a composição das contas regionais. “Estamos ministrando o curso desde o ano passado, quando firmamos parceria com o INSEE. Ele é fundamental porque nos ajuda a falar a mesma língua com nossos parceiros”, destaca o gerente de emprego e renda da coordenação de contas nacionais do IBGE, João Hallak.

Entre o conjunto de dados levantados pelo IBGE para a composição das contas nacionais estão valor da produção, consumo intermediário, consumo das famílias e do governo, importações, exportações e investimentos. As fontes que geram essas informações são pesquisas coordenadas pelo IBGE e, principalmente, por registros administrativos como os da Receita Federal, dados da balança comercial e do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ).

É a partir desses dados que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística chega, por exemplo, ao Produto Interno Bruto (PIB) do País, à participação das atividades (indústria comércio, serviços, agricultura e seus subgrupos) na economia, distribuição funcional de renda, a incidência da carga tributária no PIB, a taxa de investimento, entre outros indicadores. Depois da Região Norte os próximos treinamentos serão oferecidos a técnicos das regiões Nordeste e Sul.