Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Incentivos da ZFM chamam atenção da indústria naval

Notícias

Incentivos da ZFM chamam atenção da indústria naval

SUFRAMA participa da 11ª edição da Navalshore, evento internacional da indústria naval que ocorre entre os dias 12 e 14 de agosto, no Rio de Janeiro.
por Márcio Gallo publicado: 12/08/2014 18h02 última modificação: 11/02/2016 18h37

A divulgação das potencialidades da Zona Franca de Manaus (ZFM) e dos incentivos fiscais concedidos ao modelo de desenvolvimento regional foram o foco da apresentação conjunta da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) e da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico do Estado do Amazonas (Seplan/AM) no primeiro dia da 11ª edição da Navalshore, evento internacional da indústria naval que ocorre entre os dias 12 e 14 de agosto no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro. As palestras fizeram parte da programação do ‘Espaço Inovação’ do evento.

O administrador da Coordenação-Geral de Estudos Econômicos e Empresariais da Superintendência (COGEC/SUFRAMA), Leonardo Costa, iniciou sua palestra abordando os incentivos fiscais concedidos à ZFM e os benefícios que os investidores podem usufruir ao se instalarem na região coberta pelo modelo de desenvolvimento regional, composta pelos Estados do Acre, Rondônia, Amazonas, Roraima e Amapá (este último com incentivos nos municípios de Macapá e Santana).

Leonardo destacou o Polo Industrial de Manaus (PIM) como exemplo de sucesso para aqueles que planejam investir na região, tendo em vista os crescentes índices de faturamento e de geração de emprego registrados pelo parque fabril instalado na capital amazonense, o terceiro maior do País. Ele lembrou, porém, que existem contrapartidas para todos que pleiteiam os benefícios da ZFM. “Todos precisam cumprir os chamados Processos Produtivos Básicos (PPBs), ferramentas necessárias à atividade industrial. Além disso, é preciso apresentar, dentre outras contrapartidas, níveis de geração de emprego na região e trabalhar na capacitação de recursos humanos”, disse Leonardo.

Cenário no Amazonas
Em seguida, o secretário-executivo da Seplan/AM, Ronney Peixoto, fez sua apresentação sobre a Indústria Naval do Amazonas. O secretário comentou sobre a evolução da indústria no Brasil e no Amazonas, ressaltando o potencial da região. “Os nossos rios são nossas estradas. É por lá que os insumos chegam e nossos produtos são escoados”, afirmou.

Em sua palestra, Peixoto falou sobre o atual cenário da indústria naval amazonense, com destaque para a geração de aproximadamente oito mil empregos diretos e indiretos nos cerca de 60 estaleiros de pequeno e médio porte instalados no Estado, que fabricam desde pequenas balsas até portos flutuantes, navios de grande porte e empurradores.

Ao final das apresentações, empresários, investidores e demais presentes ao ‘Espaço Inovação’ demonstraram grande interesse nas potencialidades do modelo e buscaram mais informações para futuros contatos de negócios.

Objetivo
A participação da SUFRAMA e da Seplan/AM na 11ª Navalshore busca fomentar a indústria naval da ZFM, além de ampliar o desenvolvimento e as potencialidades do modelo regional. A participação da SUFRAMA no evento é coordenada pela Coordenação-Geral de Promoção Comercial (COGPC/SUFRAMA) e faz parte da missão da autarquia de promover e divulgar a Zona Franca de Manaus, que ganhou especial interesse após sua prorrogação até 2073.