Você está aqui: Página Inicial > Notícias > INDT coordenará Programa Prioritário de Economia Digital no âmbito do Capda

Notícias

INDT coordenará Programa Prioritário de Economia Digital no âmbito do Capda

Habilitação do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico foi confirmada por resolução publicada no Diário Oficial da União do último dia 19 de dezembro
publicado: 27/12/2016 19h09 última modificação: 27/12/2016 19h09

O Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT) foi habilitado como coordenador do Programa Prioritário de Economia Digital no âmbito do Comitê das Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento na Amazônia (Capda). A habilitação do INDT, que já havia sido tema da pauta da última reunião do Capda, realizada no dia 7 de dezembro, na Sala das Adjuntas da SUFRAMA, foi oficializada pela Resolução nº 17, publicada no Diário Oficial da União (DOU) no último dia 19 de dezembro. O edital para escolha dos coordenadores foi lançando em julho e oito instituições se candidataram, sendo o INDT a que obteve a melhor pontuação.

Além de Economia Digital, outros dois programas foram definidos como prioritários pelo Capda: Biotecnologia e Formação de Recursos Humanos. Nos editais de chamamento para estes programas - com inscrições abertas de 18 de julho a 5 de agosto - porém, ninguém se apresentou com os requisitos mínimos exigidos pela coordenação e um novo edital deve ser lançado em breve. "Temos sido bastante transparentes e cuidadosos em tudo que diz respeito a Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e o resultado é o reconhecimento cada vez maior do trabalho desenvolvido. Sabemos onde queremos chegar e, felizmente, temos contado com o apoio do Ministério (da Indústria, Comércio Exterior e Serviços – MDIC) para conseguir atingir nossas metas", explicou o superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional da SUFRAMA, Marcelo Pereira.

Capda

Após passar por uma série de mudanças, o Capda encerra 2016 com balanço positivo de ações, que incluem desde o reforço em sua equipe técnica até a ampliação da periodicidade de encontros anuais e o fortalecimento na avaliação de recursos para ciência, tecnologia e inovação na Amazônia. De acordo com o diretor de Tecnologias Inovadoras da Secretaria de Inovação e Novos Negócios (SIN) do MDIC, Rafael Moreira, tudo que foi pensado para reestruturar o Comitê no primeiro encontro de janeiro foi concretizado este ano. "E 2017 será o ano das realizações. Tenho certeza que faremos muito, graças ao conhecimento técnico e excelentes métodos de avaliação adotados pela equipe que gerencia o setor, em especial a equipe técnica da SUFRAMA”, elogiou Moreira.

Na reunião do dia 7 de dezembro, além da discussão relacionada ao INDT enquanto coordenador do programa prioritário de Economia Digital, o Capda também realizou o credenciamento de duas novas instituições de pesquisa que passam a figurar como aptas a receber investimentos de P&D: o Instituto Calcomp e o Instituto de Tecnologia do Norte (ITN).

Entre as novidades anunciadas do Comitê para 2017, está o lançamento de uma Cartilha de investimentos em P&D, para aumentar a segurança no ato do investimento; a elaboração de um Ementário de situações particulares, em busca de um maior consenso entre investidores e fiscalização; e a implantação do Sistema de Acompanhamento, Gestão e Análise Tecnológica (SAGAT), para automatizar o processo de coleta e análise dos Relatórios Demonstrativos Anuais.