Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Manaus pode sediar Bienal Brasileira de Design

Notícias

Manaus pode sediar Bienal Brasileira de Design

Iniciativa visa a promover o evento na cidade em 2019.
publicado: 28/07/2014 08h54 última modificação: 12/02/2016 12h49

A Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) vai oficializar, junto ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), a candidatura da capital amazonense como sede, em 2019, do maior evento de design do País: a Bienal Brasileira de Design (BBD). A iniciativa surgiu após reunião do superintendente da SUFRAMA, Thomaz Nogueira, com o gerente de Inovação e Design da Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Marco Lobo, e a diretora do Centro Brasil Design (CBD), Letícia Garizi. A dupla esteve em Manaus para lançar o “Diagnóstico do Design Brasileiro”, documento criado para ser referência em design para o desenvolvimento da indústria e fornecer subsídios para a elaboração de uma política pública de design, no País.

A candidatura de Manaus a sediar a bienal foi a maneira encontrada por SUFRAMA, Apex e CBD para criar um horizonte de cinco anos, nos quais será trabalhada a inserção do design na Zona Franca. “Está claro que precisamos ir além da manufatura, mas não podemos ser ingênuos de achar que grandes multinacionais, de uma hora para outra, vão deixar de projetar seus produtos nas sedes para fazer design no Polo Industrial de Manaus. O trabalho é grande, de convencimento, e tem que começar pelos setores que, no momento, sequer sabem o potencial que tem esta ferramenta”, explicou o superintendente da SUFRAMA. “Um bom caminho para começar é apoiar as ações de design nas empresas que investem na matéria-prima regional, agregando valor às nossas vocações naturais. Por que vender um peixe in natura, por exemplo, se podemos industrializar, colocar numa embalagem tipo exportação e lucrar mais? Gerar mais empregos? Elevar o nome do Brasil no exterior?”, completou.

Marco Lobo, da Apex, destacou que a agência já trabalha em parceria com entidades como a Associação Brasileira de Embalagens e estas experiências poderiam ser replicadas em Manaus. “Precisamos mapear o Amazonas e encontrar empresas com potencial de serem condutoras de inovação. Hoje apoiamos mais de cem empresas em todo o Brasil e chegou a hora da Zona Franca”, disse. “A confirmação da bienal deve gerar uma busca pelo fortalecimento da cultura do design no Polo Industrial de Manaus”, apostou a diretora do CBD, Letícia Gaziri.

Bienal
A Bienal Brasileira de Design (BBD) é uma iniciativa dos Ministérios do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e da Cultura (MinC), que visa apresentar o melhor da produção de design brasileiro e aumentar a percepção do público sobre a presença do design em seu dia-a-dia. Ela concentra as principais realizações da área cultural e do setor produtivo de empresas, aponta tendências, provoca discussões, propicia a capacitação e promove a Marca Brasil, promovendo assim, também, o design como fator decisivo de competitividade para produtos e serviços. Já foram realizadas edições em São Paulo (SP) em 2006, Brasília (DF) em 2008, Curitiba (PR) em 2010, Belo Horizonte (MG) em 2012 e, para retirar o evento dos anos pares (evitando conflito com a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, bem como com as eleições), as próximas serão realizadas em 2015, em Florianópolis (SC) e 2017, em Recife (PE).

registrado em: , , ,