Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Mapeamento de resíduos do PIM será apresentado em workshop

Notícias

Mapeamento de resíduos do PIM será apresentado em workshop

Promovido pela SUFRAMA, o workshop ocorrerá na próxima sexta-feira (11), no auditório Floriano Pacheco, sede da autarquia.
publicado: 09/09/2009 00h00 última modificação: 24/05/2016 14h35

Apresentar os resultados parciais do mapeamento dos tipos de resíduos produzidos por fábricas do Pólo Industrial de Manaus (PIM) e colher propostas dos participantes sobre as atuais condições de gestão desses resíduos é o objetivo do 1º Workshop “Estudo para o Desenvolvimento de uma Solução Integrada Relativa à Gestão de Resíduos Industriais no Pólo Industrial de Manaus”. Promovido pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), o workshop ocorrerá na próxima sexta-feira (11), das 8h às 12h, no auditório Floriano Pacheco, sede da autarquia.

O evento é parte do compromisso assumido pela SUFRAMA quando da assinatura do acordo firmado com a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), em novembro do ano passado, para a viabilização de projeto pioneiro – que dá nome ao evento – visando avaliar as atuais condições de manuseio e gestão de resíduos industriais no parque fabril local. O mapeamento dos resíduos industriais compreende a conclusão da primeira etapa do trabalho, iniciada em fevereiro deste ano.

Durante o workshop, está prevista a realização de quatro palestras, cujos temas são: “On site: Condições e questões atuais”, “Off site: Condições e questões atuais”, “Relatório do Estudo do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamin)” e “Gestão de Resíduos Domésticos&Serviço de Saúde”.

Os resultados dos debates subsidiarão a formulação de um plano diretor com propostas de solução para o estabelecimento de um sistema de gestão de resíduos industriais no PIM e ações previstas a serem implementadas no período de 2011 a 2015. A elaboração do plano diretor deverá incentivar a vinda de empresas do ramo para a Capital do Amazonas, assim como contribuir para a redução de custos por parte das indústrias incentivadas de Manaus. Também há expectativa de que a própria discussão sobre o tema estimule mais empresas a se certificarem nas normas de gestão ambiental, como as da série ISO 14000.

Com financiamento de US$ 2 milhões do governo japonês, o estudo é o primeiro dessa natureza realizado pela agência nipônica no País e poderá servir de modelo para outros Estados brasileiros. Além da SUFRAMA, são parceiros no projeto a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Câmara de Comércio Nipo-Brasileira (CCNB), bem como órgãos ambientais das esferas estadual e municipal.