Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Mestrandos em Defesa Nacional da Venezuela conhecem a ZFM

Notícias

Mestrandos em Defesa Nacional da Venezuela conhecem a ZFM

Os integrantes da turma Hugo Chávez Fria conheceram um pouco dos aspectos históricos e socioeconômicos do modelo e se mostraram interessados, sobretudo, pelas relações comerciais entre o Brasil e a Venezuela.
por Enock Nascimento publicado: 31/05/2013 18h09 última modificação: 01/03/2016 15h27

Comitiva formada por estudantes, professores e dirigentes do curso de Mestrado em Segurança e Defesa Integral e Integração, promovido pelo Instituto de Altos Estudos da Defesa Nacional (IAEDEN) da Venezuela, assistiram nesta sexta (31) à palestra sobre a Zona Franca de Manaus (ZFM), ministrada pelo coordenador-geral de Planejamento e Programação Orçamentária da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), Emmanuel de Aguiar. A apresentação foi realizada na sede do Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM).

Os integrantes da turma Hugo Chávez Fria conheceram um pouco dos aspectos históricos e socioeconômicos do modelo e se mostraram interessados, sobretudo, pelas relações comerciais entre o Brasil e a Venezuela. Também foi destacado, na palestra, o papel do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) – que atua no desenvolvimento de produtos a partir de pesquisas com insumos regionais – e as pesquisas científicas que atestam o fato de o Polo Industrial de Manaus (PIM) ser responsável pela preservação de 98% da floresta nativa do Amazonas.

Entre os 40 estudantes, quatro brasileiros (dois oficiais do Exército, um da Marinha e um da Aeronáutica) também assistiram à apresentação.

A comitiva venezuelana fica em Manaus até sábado e retorna a Caracas no domingo (2). O Amazonas é a última etapa do roteiro de visitas dos alunos do IAEDEN ao Brasil. Antes, eles estiveram nos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo e no Distrito Federal.

No discurso de agradecimento, o diretor do IAEDEN, general Angiolillo Fernandez, ressaltou as semelhanças entre os povos brasileiros e venezuelanos e frisou que deveria haver um voo direto entre Manaus e Caracas para facilitar o intercâmbio entre os países (os alunos terão que retornar para São Paulo no domingo, para poder chegar na Venezuela).

registrado em: , ,