Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Modelo ZFM é divulgado na Expo Xangai 2010

Notícias

Modelo ZFM é divulgado na Expo Xangai 2010

Evento é considerado a maior feira das nações de todos os tempos e poderá atrair novos investimentos para a região Amazônica.
publicado: 01/06/2010 00h00 última modificação: 02/05/2016 10h36

A participação da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) na Expo Xangai 2010, considerada a maior feira das nações de todos os tempos, poderá atrair novos investimentos para a região Amazônica. Mais de 190 países e 50 organismos internacionais participam do evento, que iniciou no dia primeiro de maio e encerra em 31 de outubro. São esperados 70 milhões de visitantes.

A presença da autarquia no evento segue na esteira da estratégia adotada pelo Governo Federal de posicionar o Brasil como um destino ideal de novos investimentos da China, que passou a ser considerado um mercado prioritário depois que se tornou o principal parceiro comercial do País. A superintendente da SUFRAMA, Flávia Grosso, integra a delegação brasileira, chefiada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, e pelo comissário geral do Brasil na Expo, Alessandro Teixeira, em visita ao evento e participará do Seminário Invest in Brasil, que acontece no dia 02 de junho, e faz parte da agenda de atividades comemorativas da Semana do Brasil na Expo Xangai 2010.

Durante o seminário, está prevista a realização das palestras “Panorama Econômico e Financeiro do Brasil” (Ministro da Fazenda, Guido Mantega), “Copa 2014 e Olimpíadas 2016: Oportunidades de Investimento” (Ministro dos Esportes, Orlando Silva), “PAC e Investimentos nas Cidades Brasileiras” (Ministro das Cidades, Márcio Fortes) e “Comércio e Investimentos Brasil-China (Secretário Executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Ivan Ramalho) pela manhã.

No horário da tarde, serão abordadas as ações de promoção de exportações na China pelo diretor da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), Alessandro Teixeira; apresentação da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e da Associação Empresarial de São Paulo sobre as oportunidades no comércio sino-brasileiro e do Conselho Empresarial Brasil-China, além de encontros empresariais e rodadas de negócios (match-making). De acordo com a superintendente da autarquia, a relação da China com o Brasil ganhou relevância nos últimos anos, por isso, trata-se de uma oportunidade ímpar de divulgar o modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) e o potencial econômico da Amazônia, visando atrair investimentos futuros para a região.

No dia três de junho, a Expo Xangai comemora o Dia do Brasil. A data foi escolhida pelos organizadores e a programação começa com o hasteamento de bandeiras e hino nacional. Logo após ocorrerá a solenidade de assinatura do livro de participação oficial do Brasil no evento. Um almoço será oferecido pelos organizadores da Expo à delegação brasileira. Em seguida serão realizadas visitas aos pavilhões da China, das Américas do Sul e Central e ao pavilhão brasileiro, encerrando a programação.

A China no PIM
Os investimentos chineses no Polo Industrial de Manaus iniciaram na década de 1990 e têm crescido nos últimos anos, totalizando aproximadamente US$ 240 milhões. A China também lidera o ranking de mercado produtor de insumos do parque fabril local é a China. Conforme o Sistema Alice (Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior via Internet), divulgado pela Secretaria de Comércio Exterior, vinculada do MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), no primeiro quadrimestre deste ano, as importações da China para o Amazonas somaram US$ 1,047 bilhão.

Os segmentos que contam com empresas de capital chinês são Eletroeletrônico, Duas Rodas, Termoplástico, Madeireiro e Mecânico. Das cerca de 550 fábricas instaladas no PIM, as empresas Proview Eletrônica do Brasil Ltda, Haobao Motor do Brasil Ltda, Floresta Ying Industria Madeireira Ltda, Caloi Norte S.A, Tainan Indústria e Comércio Ltda, Samsung SDI Brasil Ltda, Gree Eletric Appliance do Brasil Ltda e Kasinski Fabricadora de Veículos Ltda são as que possuem capital de origem chinesa. Há ainda aquelas que utilizam tecnologia da China, como por exemplo a Brasil & Movimento S/A, Moto Traxx da Amazônia, Dafra da Amazônia Ind. e Com. de Motocicletas Ltda e Garinni Motores Ind. de Veículos Ltda.

O Brasil na Expo Xangai 2010
Com o tema “Cidade melhor, vida melhor”, a Expo Xangai 2010 é a primeira feira das nações focada na questão urbana. Seu objetivo é chamar a atenção do mundo para a necessidade de se construir uma vida melhor nas cidades, promovendo a discussão e a divulgação de boas práticas de gestão sustentável dos ambientes urbanos.

Para organizar a participação do Brasil no evento foi criada, em junho de 2008, uma Comissão Interministerial (CI) coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). A SUFRAMA integrou a comissão.

O Pavilhão do Brasil foi idealizado para mostrar o Brasil de forma visual. Os visitantes podem conferir filmes que mostram várias faces do País. O pavilhão possui ainda um ambiente chamado “sala da alegria brasileira”, onde o visitante pode observar o carnaval de várias cidades, as festas regionais e as torcidas nos estádios de futebol, além de conferir imagens das 12 cidades que abrigarão os jogos da Copa em 2014, inclusive Manaus, projetadas no chão.

Em outra sala, um jogo da diversidade leva o visitante a combinar, em telas sensíveis ao toque (touch screen), partes de cidadãos comuns, porém com características diferentes, como forma de enfatizar a diversidade étnica brasileira. Do lado de fora, um grande telão de LED exibe uma partida de futebol, que pode ser jogada pelos visitantes com o celular. Nesse telão serão exibidos os jogos do Brasil na Copa do Mundo.

 

registrado em: , , ,