Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Modelo ZFM impressiona comitiva de jornalistas

Notícias

Modelo ZFM impressiona comitiva de jornalistas

Comitiva de cerca de 40 jornalistas esportivos e de turismo, vindos de várias regiões do Brasil e de países da América e da Europa, conheceram a realidade do modelo de desenvolvimento regional.
por Márcio Gallo publicado: 14/02/2014 16h33 última modificação: 15/02/2016 17h41

Em visita à Manaus, uma comitiva de cerca de 40 jornalistas esportivos e de turismo, vindos de várias regiões do Brasil e de países da América e da Europa, esteve na sede da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) nesta sexta-feira (14) para conhecer a realidade do modelo Zona Franca (ZFM), que completa 47 anos no próximo dia 28 de fevereiro. O superintendente da autarquia, em exercício, Gustavo Igrejas, proferiu palestra aos visitantes, destacando o trabalho realizado na região, desde a fabricação de partes e peças – fundamental para abastecer as empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) – até a produção do bem final.

Durante sua apresentação, o superintendente Gustavo Igrejas ressaltou que todas as empresas instaladas na Zona Franca de Manaus devem cumprir determinadas contrapartidas previstas em Lei para que possam gozar dos benefícios fiscais da ZFM. Desta forma, há um aumento na agregação de valor dos produtos fabricados no Polo Industrial de Manaus, além de gerar emprego e renda na região. “Isso desmistifica a informação de que apenas montamos peças, pois aqui temos toda a cadeia produtiva em andamento”, disse Igrejas.

A visita à autarquia ocorreu após a comitiva conhecer a maior planta fabril localizada no PIM, do segmento de Duas Rodas, o que contribuiu para que todos tomassem conhecimento do real funcionamento do modelo de desenvolvimento regional cujos incentivos federais são administrados pela SUFRAMA. “Como os senhores puderam ver na fábrica que visitaram, as indústrias aqui instaladas realizam todos os processos necessários para a produção de bens finais, sejam eles televisores, motocicletas, celulares, tablets ou quaisquer outros produtos fabricados no Polo”, afirmou o superintendente.

Desenvolvimento regional
Gustavo Igrejas explicou, ainda, que as ações da SUFRAMA vão além do Estado do Amazonas, e se espraiam por todos os Estados de sua jurisdição (Amapá, Acre, Rondônia, Roraima e Amazonas). “A SUFRAMA tem um vetor de desenvolvimento que vai além do Polo Industrial de Manaus, vide os investimentos feitos nas outras localidades onde a SUFRAMA atua. Investimentos direcionados para a construção de universidades, rodovias e recuperação de orlas são exemplos desta ação da autarquia que veio a beneficiar milhares de pessoas”, destacou.