Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Monitoramento de energia elétrica e aplicações da indústria 4.0 são debatidos no Minapim 2015

Notícias

Monitoramento de energia elétrica e aplicações da indústria 4.0 são debatidos no Minapim 2015

Inovações foram apresentadas durante seminário da VIII FIAM.
por Enock Nascimento publicado: 18/11/2015 15h22 última modificação: 28/01/2016 11h17

O fim dos furtos de energia elétrica – os chamados “gatos” –, a prevenção da queda de fios e interrupções abruptas e, ainda, o barateamento das contas de luz. Essas são algumas possibilidades oferecidas com a implantação de um sistema de monitoramento de transmissão de energia elétrica (de alta ou baixa tensão) baseada na temperatura, desenvolvido pelo instituto alemão Fraunhofer e que será apresentado nesta quarta-feira (18) para a Eletrobrás.

A informação foi dada pelo representante sênior do Instituto Fraunhofer no Brasil, Hernan Valenzuela. O projeto que será apresentado à Eletrobrás é um exemplo das soluções que podem ser geradas a partir da implantação dos Sistemas Inteligentes, explica Valenzuela.

O instituto alemão é parceiro da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) na organização do Seminário de Micro e Nanotecnologia (Minapim), evento tradicional na programação da Jornada de Seminários da oitava edição da Feira Internacional da Amazônia (FIAM 2015).

O tema do seminário nesta edição é “Monitoramento Inteligente para Aplicações Agrícolas, Industriais, Ambientais e de Saúde”, com ênfase nas discussões de cenários e aplicações de projetos sobre a Indústria 4.0 e A Internet das Coisas (IOT).

Palestras
Na abertura do primeiro dos dois dias de discussão, o diretor geral do Fraunhofer, Thomas Gessner, palestrou sobre as ameaças e tendências de utilizações da IOT. Em seguida, o ministro de meio ambiente e agricultura da Saxônia (Alemanha), Thomas Schimidt, abordou as mudanças ambientais implementadas no estado alemão após a reunificação do país. Depois, o pesquisador da Universidade de Tecnologia de Munique, Julien Provost, apresentou um projeto de interação humana com a automação.

Após o intervalo, o professor da Universidade de Stuttgart, Nasser Jazdi, detalhou projetos de estado da arte na área da automação e o pesquisador do Fraunhofer, Thomas Otto, pormenorizou projetos do instituo alemão voltados para saúde e meio ambiente. O professor da Universidade Federal do Amazonas, Vicente Lucena, também foi um dos palestrantes e abordou aplicações da tecnologia avançada na detecção de tratamento de doenças. Na última palestra, o professor da Universidade de Leipzig, Alexander Starke, discorreu sobre os novos aspectos do uso de monitoramento de saúde da medicina veterinária.

Na quinta-feira (19), os debates prosseguem com painéis voltados para o debate da Indústria 4.0 e as aplicações de inovações na agricultura e indústria de alimentos. “A Indústria 4.0 é uma referência aos sistemas “de Produção Ciber-Físicos” e apontada como a quarta revolução industrial. Tão decisivas quantas as revoluções anteriores: a máquina de vapor do século 18, a linha de montagem implantada por Henry Ford (1913) e a introdução do computador no chão de fábrica (1973)”, explica Valenzuela.

Jornada de Seminários
A Jornada de Seminários Internacionais faz parte da programação técnico-científica da Feira Internacional da Amazônia e acontece durante todos os dias da Feira, se estendendo até sábado (21). Ao todo são 15 seminários com temas variados voltados, sobretudo, ao debate para o desenvolvimento da Amazônia.

registrado em: , ,