Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Mundial de Sustentabilidade reconhece sucesso do modelo ZFM

Notícias

Mundial de Sustentabilidade reconhece sucesso do modelo ZFM

Zona Franca de Manaus é tida como uma das principais responsáveis pela preservação de 98% da floresta no Estado do Amazonas.
publicado: 28/03/2011 00h00 última modificação: 22/04/2016 13h13

Segunda edição do Fórum Mundial de Sustentabilidade consagra novamente o Polo Industrial de Manaus (PIM) e o modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) como principais responsáveis pela preservação de 98% da floresta, no Estado do Amazonas. A declaração foi feita pelo senador Eduardo Braga durante a palestra “Desenvolvimento Sustentável da Floresta Amazônica” apresentada por ele, no último dia do evento. O Fórum aconteceu de 24 a 26 de março, no Tropical Hotel Manaus.

Implantada pelo governo federal para promover a integração produtiva e social da Amazônia Ocidental, a ZFM é um modelo de desenvolvimento econômico sustentável bem sucedido, que contribuiu de forma positiva para o corte de 75% do desmatamento do Estado. Eduardo Braga lembrou que hoje, aproximadamente 550 empresas incentivadas estão instaladas no PIM e que sem o distrito industrial não haveria capacidade financeira e econômica para investir. “Este conjunto de empresas representa recordes de faturamento, geração de empregos e capacidade produtiva”, completou o senador.

Dados divulgados pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), mostram que em 2010 o faturamento do Polo alcançou a marca recorde de US$ 35.1 bilhões e geração de 108 mil postos de trabalho. Segundo a superintendente da SUFRAMA, Flávia Grosso “o modelo ZFM, ao oferecer emprego e renda a população, fez com que não fosse buscado na floresta meios de subsistência”.

Flávia Grosso também explicou que o Fórum colocou a Amazônia em uma posição de destaque, “formadores de opinião do mundo inteiro se reuniaram aqui para conhecer a realidade da Região, que é muito difícil de ser entendida se não for vivida”, comentou a superintendente. O evento também foi uma oportunidade para ampliar e estreitar relacionamentos e gerar possibilidades de investimentos.

Políticos, empresários, artistas e ambientalistas estiveram reunidos nos três dias do Fórum, com o objetivo de discutir técnicas bem sucedidas de desenvolvimento, que visam a preservação do meio ambiente e que demonstram o valor econômico e ambiental da floresta em pé, além de suas implicações positivas para a Amazônia e o mundo. Personalidades importantes como o ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, o ex-governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, o cineasta James Cameron e o diretor de Sustentabilidade e Regeneração Urbana dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Dan Epstein, também participaram do evento.

Levorin
Um dos exemplos de como o Polo Industrial de Manaus contribui para a preservação e sustentabilidade da Região, citado pelo senador Eduardo Braga, foi o projeto aprovado pela SUFRAMA para instalação da Levorin Pneus. A indústria irá produzir inicialmente 100 mil pneus para motocicletas e 700 mil para bicicletas. “As fábricas de duas rodas instaladas no Polo passarão a comprar pneus também produzidos aqui, com borracha beneficiada na ZFM”, afirmou o senador.

“A instalação da Levorin significa geração de emprego na floresta sem precisar derrubar uma árvore para garantir o sustento humano. É com processos como esse, que conseguimos garantir um ciclo de estabilidade”, disse Braga.

Selo Amazônico
Apresentado no final do Fórum, o Selo Amazônico é um projeto idealizado pela SUFRAMA, que visa promover o monitoramento quanto à qualidade, segurança, cuidados ambientais, econômicos e sociais, além de garantir a procedência de matérias primas utilizadas na fabricação de produtos regionais. João Doria Junior, moderador do Fórum e presidente do LIDE (Líderes Empresariais) destacou o comprometimento da autarquia na criação do selo e o incluiu na lista de itens a serem vistos e debatidos.

Para a superintendente da SUFRAMA, o selo “irá garantir que o produto certificado atenderá às expectativas do mercado e exigências do consumidor quanto à marca Amazônia. Além de afirmar que, ao adquirir determinado produto o consumidor também estará contribuindo para a preservação da floresta”, explicou Flávia Grosso.

Prorrogação do modelo ZFM
O governador do Amazonas, Omar Aziz falou que o Estado tem sido protagonista na prática da sustentabilidade e destacou a prorrogação da Zona Franca por mais 50 anos, anunciada pela presidenta da República, Dilma Rousseff, quando esteve em Manaus, no dia 23. Dilma afirmou que “é necessário prorrogar o modelo pelo bem do Estado já que a ZFM forma uma espécie de rede de proteção para a floresta Amazônica”.

Sobre a prorrogação do modelo ZFM, Flávia Grosso disse que o anúncio deve ser comemorado como um importante reforço à estabilidade e à base de crescimento do modelo de desenvolvimento regional de maior êxito na história brasileira. A superintendente também lembrou que, como o modelo ZFM está inserido nas Disposições Transitórias da Constituição, a prorrogação dos incentivos deverá ser efetivada por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC). “Não temos dúvida de que o principal passo, que é o da decisão política, já foi dado. Confiamos que a partir daí tudo será encaminhado com a celeridade necessária”, complementou Flávia Grosso.