Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Novembro tem melhor faturamento de 2016 nas indústrias do PIM

Notícias

Novembro tem melhor faturamento de 2016 nas indústrias do PIM

Resultado de R$ 7,19 bilhões alcançado no penúltimo mês do ano foi 6,23% superior ao de outubro. Faturamento global do PIM entre janeiro e novembro chegou a R$ 67,9 bilhões
publicado: 12/01/2017 11h56 última modificação: 12/01/2017 11h56

Os dados dos Indicadores de Desempenho do Polo Industrial de Manaus (PIM) referentes ao mês de novembro apontam que o penúltimo mês do ano teve o melhor faturamento de 2016, com R$ 7,19 bilhões (US$ 2.22 bilhões). Ao contrário do que vinha acontecendo desde 2013, quando novembro apresentou queda no faturamento na comparação com outubro, no ano passado houve crescimento de 6,25% na comparação entre novembro e o mês anterior.

Já o faturamento global do PIM no acumulado de janeiro a novembro de 2016 chegou a R$ 67,9 bilhões (US$ 19.8 bi), sendo os segmentos Eletroeletrônico e de Bens de Informática responsáveis por 45,9% (R$ 31,16 bilhões) deste total. O resultado do faturamento acumulado, em moeda nacional, é 7,51% inferior em relação ao registrado no mesmo intervalo de 2015 (na comparação em dólar, a queda é de 12,15%).

Em relação aos empregos, novembro teve o quarto melhor desempenho do ano, com 86.561 postos de trabalho registrados, entre efetivos, temporários e terceirizados. Com esse resultado, a média mensal de 2016, até novembro, foi de 85.381 postos de trabalho, com os setores Eletroeletrônico e de Bens de Informática respondendo por quase 38% dos postos ocupados. Os indicadores são compilados pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) com base em informações mensais repassadas pelas indústrias do PIM.

De acordo com a superintendente da SUFRAMA, Rebecca Garcia, apesar do ano desafiador que o Polo Industrial de Manaus teve, em razão da conjuntura econômica e política brasileira que influenciou de forma decisiva no seu desempenho, os resultados obtidos no segundo semestre foram positivos e reforçam projeções mais otimistas para 2017. “Recuperamos postos de trabalho e tivemos meses com faturamento em ótimo nível. Um dos grandes destaques do ano foi o setor de Bens de Informática do Polo Eletroeletrônico, que hoje é nosso segundo segmento mais representativo em faturamento no PIM. Esses resultados, aliados ao trabalho que o governo federal está buscando implementar em termos das reformas e dos projetos propostos, permitem projetar um 2017 mais positivo e com menos turbulências”, destacou Rebecca.

Destaques

Em novembro de 2016, os segmentos que apresentaram crescimento, na comparação de janeiro a novembro de 2016 com o mesmo período do ano anterior, em moeda nacional, foram: Bens de Informática do polo Mecânico (49,56%); Brinquedos – exceto Bens de Informática (29,86%); Isqueiros, Canetas e Barbeadores Descartáveis (19,88%); Beneficiamento de Borracha (19,20%); Bebidas (9,84%); Bens de Informática do polo Eletroeletrônico (9,68%); Termoplástico (2,54%); Têxtil (1,61%); Ótico (1,48%); e Produtos Alimentícios (1,30%).

Em relação aos principais produtos fabricados no PIM, tiveram crescimento na produção, na comparação entre janeiro e novembro de 2016 com o mesmo intervalo de 2015, os seguintes itens: microcomputador desktop (404,16%, com 14.587 unidades produzidas só em novembro), monitores com tela de LCD (199,06%), unidade evaporadora de split (16,44%); lâminas e cartuchos (12,82%); e aparelhos de barbear (7,45%). Já o produto que representou o maior faturamento acumulado no PIM até novembro de 2016 foi o televisor com tela de cristal líquido, que ultrapassou a casa dos R$ 10,5 bilhões (mais de 15% de tudo que foi faturado no ano no Polo Industrial de Manaus).