Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Outubro tem segundo melhor resultado do ano em empregos e faturamento no PIM

Notícias

Outubro tem segundo melhor resultado do ano em empregos e faturamento no PIM

No mês, a mão de obra do polo foi de 87.248 postos de trabalho, resultado que perde apenas para o mês de janeiro, quando estavam empregados 87.775 trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados.
por Layana Rios publicado: 12/12/2016 10h15 última modificação: 12/12/2016 12h19

O mês de outubro trouxe o segundo melhor resultado de 2016 em termos de faturamento em Real e geração de empregos no Polo Industrial de Manaus (PIM). De acordo com dados dos Indicadores de Desempenho do PIM, divulgados pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), o faturamento em outubro foi de R$ 6,75 bilhões (US$ 1.95 bilhão), atrás somente do resultado de agosto, quando foi registrado R$ 6,92 bilhões (US$ 2.11 bilhões). Já nos empregos, em outubro a mão de obra do PIM foi de 87.248 postos de trabalho, resultado que perde apenas para o mês de janeiro, quando estavam empregados 87.775 trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados.

Para a superintendente da SUFRAMA, Rebecca Garcia, os resultados consolidados do mês de outubro são importantes, principalmente considerando-se a conjuntura econômica brasileira. “Conforme esperávamos, o segundo semestre tem trazido resultados mais positivos, com aumento nos índices de faturamento e de geração de empregos, e isso nos traz mais otimismo e confiança. Esse é o terceiro mês consecutivo em que temos alta na mão de obra empregada do Polo e esperamos que essa tendência de retomada seja consolidada, intensificando a geração de emprego e renda não apenas na região, mas em todo o País, pois a atividade econômica do PIM traz benefícios diretos e indiretos a diversos Estados brasileiros”, afirmou.

No acumulado de janeiro a outubro de 2016, o PIM registrou faturamento de R$ 60,65 bilhões, 8,48% inferior ao resultado do mesmo período no ano de 2015, quando foi contabilizado R$ 66,27 bilhões. Em dólar, o valor acumulado foi de US$ 17.54 bilhões, 14,95% menor do que no mesmo período do ano passado (US$ 20.63 bilhões). Já a média mensal de empregos de janeiro a outubro ficou estabelecida em 84.913 mil postos de trabalho.

Segmentos
O segmento Eletroeletrônico continua responsável pela maior participação no faturamento global, em real, do PIM, com 27,91% de contribuição. Na sequência, aparecem os segmentos de Bens de Informática do Polo Eletroeletrônico (18,43%), Duas Rodas (14,93%), Químico (14,77%), Termoplástico (5,95%) e Metalúrgico (5,35%).

No mês de outubro, os segmentos que apresentaram crescimento no período de janeiro a outubro deste ano em comparação com o mesmo intervalo do ano passado, em moeda nacional, foram: Bens de Informática do polo Mecânico (55,57%); Brinquedos – exceto Bens de Informática (28,57%); Beneficiamento de Borracha (21,25%); Isqueiros, Canetas e Barbeadores Descartáveis (15,59%); Bens de Informática do polo Eletroeletrônico (7,56%); Bebidas (4,21%); Termoplástico (2,70%); e Produtos Alimentícios (1,34%).

Entre os principais produtos fabricados no Polo, também apresentaram crescimento na produção, na comparação dos dados acumulados de janeiro a outubro com o mesmo período de 2015: monitores com tela de LCD (135,62%), lâminas e cartuchos (13,39%); microcomputador portátil (11,71%); aparelhos de barbear (5,35%); e telefone celular (1,92%). Os cinco principais produtos do PIM, por faturamento, são: televisores com tela de cristal líquido (LCD); motocicletas, motonetas e ciclomotores; telefones celulares; condicionadores de ar split system; e receptores de sinal de televisão.