Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Palestra apresenta o papel estratégico da BR-319 para a região

Notícias

Palestra apresenta o papel estratégico da BR-319 para a região

O superintendente da SUFRAMA, Alfredo Menezes realizou palestra para apresentar a visão da autarquia federal sobre a estrada como vetor de desenvolvimento para o Norte do Brasil
publicado: 06/04/2019 15h57 última modificação: 06/04/2019 15h57

O superintendente da SUFRAMA, Alfredo Menezes, participou na noite desta sexta-feira (5), na sede da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas (OAB/AM), de solenidade alusiva ao 43° aniversário da rodovia federal BR-319, que liga Manaus (AM) a Porto Velho (RO). Na ocasião, Menezes realizou palestra na qual buscou apresentar a visão da SUFRAMA sobre o papel estratégico da estrada como vetor de desenvolvimento não apenas para o Estado do Amazonas, mas para a região Norte como um todo.

O evento foi organizado pela Comissão de Defesa, Desenvolvimento Econômico, Estratégico e Sustentável da OAB/AM e teve sua mesa diretiva composta pelo superintendente Alfredo Menezes e pelo presidente da OAB/AM, Marco Aurélio Choy, pela vice-presidente da OAB/AM, Grace Benayon, e pelo presidente da Comissão, Paulo Maffioleti. Em seu pronunciamento, Menezes buscou ressaltar aspectos relacionados ao histórico da rodovia e à sua situação atual, bem como indicou oportunidades de desenvolvimento para a região a partir do asfaltamento da estrada e comentou os desafios que permanecem com relação ao meio ambiente e às questões indígenas.

Inicialmente, ele explicou que, dos aproximadamente 850 quilômetros da estrada BR-319, mais de sua metade (especialmente os 420 quilômetros finais com destino ao Estado de Rondônia) está sem condições de trafegabilidade e inclui trechos cortados por várias reservas indígenas. Em termos de oportunidades, ele citou que, com a liberação da rodovia, novas possibilidades de progresso socioeconômico serão difundidas, com destaque para benefícios nas áreas de energia, infraestrutura logística e de telecomunicações e exploração de recursos minerais. "É importante lembrar que, com a conclusão da BR-319, vamos ter um impacto muito grande na parte de cabotagem, com a redução de praticamente 50% nos dias de transporte nos eixos logísticos. Além disso, com a sua conclusão poderemos ter a união da parte elétrica do Norte do País e melhorias sensíveis no sistema de telecomunicações, assim como diversos outros benefícios. Portanto, é uma estrada essencial para o desenvolvimento da nossa região que irá impactar diretamente na questão da competitividade", afirmou Menezes.

Por fim, ainda de acordo com o superintendente da autarquia, a conclusão do asfaltamento da BR-319 é prioridade do Estado Brasileiro e ocorrerá durante a atual gestão do governo federal. A expectativa é de que até o final do primeiro semestre de 2020 as obras em torno da rodovia possam ser iniciadas. "Não podemos enganar o povo. O que está previsto no orçamento deste ano é a conclusão da BR-163, que escoa a produção do Centro-Oeste. Ela foi privilegiada no planejamento governamental porque já está liberada, enquanto a BR-319 conta com diversos pendências relacionados ao meio ambiente e à questão indígena. Neste ano, nosso trabalho será destravar essas barreiras jurídicas, para depois entrarmos na fase de engenharia e, posteriormente, na alocação de recursos", concluiu.