Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Parceria entre Suframa e Ufam cria primeiro mestrado em Indústria 4.0

Notícias

Parceria entre Suframa e Ufam cria primeiro mestrado em Indústria 4.0

Primeira turma deve ser iniciada ainda em 2019 e promoverá benefícios à toda sociedade, fomentando a atividade industrial.
publicado: 01/11/2019 08h00 última modificação: 04/11/2019 05h36

No fim de outubro, a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) assinaram um Termo de Execução Descentralizada (TED) para ofertar o primeiro mestrado da região voltado à Indústria 4.0, que hoje é realidade em todo o mundo. A oportunidade será aberta, inicialmente, para 30 servidores da Autarquia, o que permitirá que o aperfeiçoamento contribua com o trabalho da Suframa em prol da indústria regional e nacional.

Conforme destacou o superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional da Suframa, Alcimar Martins, capacitar o servidores e a comunidade em geral num curso desse porte contribuirá para o desenvolvimento da atividade, o que é fundamental para fortalecer a Indústria 4.0 no País. "Sabemos que a atividade é o presente e o futuro da indústria e devemos estar à frente dessa iniciativa em prol da sociedade", disse. 

Segundo o reitor da Ufam, Sylvio Puga, "o curso surge a partir de uma demanda da Suframa, que viabilizará recursos da União para possibilitar essa capacitação. A seleção está prevista para ocorrer ainda neste mês de novembro e a turma deverá ter início ainda em 2019".

O pró-reitor de Inovação Tecnológica da Ufam (Protec), professor Waltair Machado, mencionou a importância de se firmar parcerias profícuas e permanentes com instituições que contribuam para a formação de experts na área. “Nós já estamos atrasados na corrida para a modernização do nosso parque industrial. Não podemos perder o timing. Qual é o nosso desafio? Precisamos ter um centro de desenvolvimento para acomodar essas necessidades de criação. Ao lado dos recursos humanos, nós precisamos atalhar o caminho e fortalecer as parcerias com as instituições que mais têm avançado nesse setor. Nós precisamos formar os formadores”.

registrado em: , ,