Você está aqui: Página Inicial > Notícias > PIM fecha primeiro quadrimestre de 2011 com recordes de faturamento e geração de empregos

Notícias

PIM fecha primeiro quadrimestre de 2011 com recordes de faturamento e geração de empregos

Resultado foi impulsionado pelo bom desempenho dos segmentos eletroeletrônico e de duas rodas.
por Diego Queiroz publicado: 09/06/2011 00h00 última modificação: 12/04/2016 15h59

Impulsionado pelo bom desempenho dos segmentos eletroeletrônico e de duas rodas, o Polo Industrial de Manaus (PIM) fechou o primeiro quadrimestre de 2011 contabilizando novos recordes de faturamento e geração de empregos. No período de janeiro a abril deste ano, as indústrias do PIM faturaram US$ 12.7 bilhões, o que representa um crescimento de 22,90% em relação ao mesmo intervalo do ano passado (US$ 10.3 bilhões), e empregaram uma média mensal histórica de aproximadamente 113 mil trabalhadores.

O total acumulado de 113.639 trabalhadores empregados registrado especificamente no mês de abril, entre efetivos, temporários e terceirizados, também representa o melhor resultado de empregabilidade do PIM para um quarto mês do ano em toda a série histórica.

As exportações do PIM totalizaram US$ 257.1 milhões no primeiro quadrimestre deste ano, apresentando queda de 24,97% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Os principais setores industriais da ZFM apresentaram bons desempenhos, com destaque para os segmentos eletroeletrônico (incluindo bens de informática) e de duas rodas. O primeiro faturou no mês de abril US$ 1.507 bilhão, praticamente igualando o resultado obtido em março (US$ 1.539 bilhão), e fechou o quadrimestre com um faturamento total de US$ 5.3 bilhões, resultado 19,39% superior ao registrado no mesmo período do ano passado (US$ 4.4 bilhões).

O polo de Duas Rodas, por sua vez, faturou no quadrimestre US$ 2.9 bilhões, o que perfaz um crescimento de 36,74% em relação ao mesmo período de 2010. O destaque ficou por conta do faturamento de US$ 760.9 milhões registrado no mês de abril, o que representa o maior valor de faturamento mensal do segmento desde agosto de 2008 (US$ 802.4 milhões).

Outros segmentos industriais que se destacaram no primeiro quadrimestre de 2011 foram o relojoeiro, com faturamento de US$ 207.6 milhões e crescimento de 71,98% na comparação com o mesmo intervalo de 2010, e o naval, que apresentou faturamento de US$ 29.5 milhões e crescimento de 85,25%.

Segundo a superintendente da Zona Franca de Manaus, Flávia Grosso, o PIM vem apresentando resultados excelentes até o momento e tem amplas condições de chegar ao final do ano com novos recordes globais de produção, faturamento e geração de empregos. “A projeção que fazemos é que o PIM alcance um faturamento superior a US$ 40 bilhões em 2011, com mais de 118 mil empregos diretos gerados”, afirmou a superintendente.

Produtos
Os três principais produtos fabricados no PIM – televisores com tela de cristal líquido (LCD), motocicletas e telefones celulares – apresentaram no primeiro quadrimestre de 2011 crescimento no volume de produção, sendo que os aumentos mais expressivos foram verificados nos últimos dois itens. No período de janeiro a abril, o Polo Industrial de Manaus fabricou aproximadamente 7,4 milhões de unidades de telefones celulares e 612,5 mil motocicletas, números que indicam crescimentos de 45,72% e 31,80%, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2010. Já os televisores com tela de LCD chegaram ao final do mês de abril totalizando cerca de 2,6 milhões de unidades produzidas, o que representa um aumento de 15,81% na comparação com o mesmo intervalo do ano passado.

Outros produtos com crescimento destacado nos primeiros quatro meses do ano foram os microcomputadores, inclusive portáteis, que alcançaram 310,1 mil unidades produzidas e um crescimento de 196,36% em relação ao mesmo período do ano passado; receptores de sinal de televisão, com 3,9 milhões de unidades produzidas e crescimento de 80,32%; relógios de pulso e de bolso, com 3,5 milhões de unidades fabricadas e aumento de 71,62%; e câmeras fotográficas digitais, com 984 mil unidades e aumento de 47,26%.