Você está aqui: Página Inicial > Notícias > PIM fecha primeiro semestre com faturamento de R$ 41,1 bilhões

Notícias

PIM fecha primeiro semestre com faturamento de R$ 41,1 bilhões

O valor na moeda nacional cresceu 10,18 % em relação ao primeiro semestre de 2013, quando foram registrados R$ 37,3 bilhões.
por Layana Rios publicado: 08/08/2014 16h51 última modificação: 11/02/2016 18h41

O Polo Industrial de Manaus (PIM) fechou o primeiro semestre do ano com o faturamento de R$ 41,1 bilhões (US$ 17.9 bilhões), de acordo com os dados dos Indicadores de Desempenho do PIM do mês de junho, sintetizados pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA). O valor na moeda nacional cresceu 10,18 % em relação ao primeiro semestre de 2013, quando foram registrados R$ 37,3 bilhões.

Na comparação em dólar, o valor fechou 2,5% negativos em relação ao mesmo período do ano passado, quando o PIM faturou US$ 18.3 bilhões. A diferença se deve, principalmente, à mudança de câmbio dos dois períodos. “No seis primeiros meses de 2013 o valor do dólar comercial oscilava entre R$ 1,97 a R$ 2,13 enquanto que neste ano a moeda norte-americana está entre R$ 2,22 a R$ 2,38, o que faz o valor em dólar diminuir significativamente”, explicou o superintendente da SUFRAMA, em exercício, Gustavo Igrejas.

Os subsetores eletroeletrônico e de bens de informática, juntos responsáveis pela maior fatia do faturamento do PIM, continuam em ascensão. De janeiro a junho, o polo eletroeletrônico faturou R$ 14,6 bilhões, com aumento de 18,81% em relação ao mesmo período do ano passado, e o de bens de informática cresceu 17,08%, atingindo R$ 6,5 bilhões de faturamento.

Fator Copa
A produção de televisores foi a grande responsável crescimento do polo eletroeletrônico no primeiro semestre do ano, principalmente com o aquecimento do mercado devido à Copa do Mundo FIFA. Ao todo, foram produzidas 8,2 milhões de unidades de televisores, sendo 7,1 milhões com tela de cristal líquido e 1,1 milhão com tela de plasma. A produção cresceu 49% em relação ao primeiro semestre de 2013 e, na produção específica de TVs com tela de cristal líquido, o crescimento foi de 328,39%, graças ao aprimoramento da tecnologia, que permitiu a retomada do produto ao mercado.

A Copa, porém, também foi responsável por uma redução, de maio para junho deste ano, na produção da maioria dos itens do PIM. “Muitas empresas deram férias coletivas e tivemos ainda empresas liberando funcionários nos dias de jogos do Brasil e de jogos em Manaus, o que reduziu o número de dias úteis”, explicou Gustavo Igrejas.

Entre os bens de informática, os tablets foram responsáveis pela maior parte do faturamento do subsetor, com aumento de 49,77% na produção, totalizando 1,7 milhão de unidades. Os monitores com tela de cristal líquido obtiveram um aumento expressivo de 117,27 % na produção do primeiro semestre, com 320.420 unidades. Outro produto que registrou crescimento é o aparelho receptor de posicionamento global por satélite (GPS), com aumento de 46,63% na produção de janeiro a junho de 2014, em relação ao mesmo período de 2013.

Quanto aos empregos, o mês de junho encerrou com 117.582 trabalhadores, incluindo efetivos, temporários e terceirizados. A média mensal de mão de obra empregada no primeiro semestre do ano foi de 122.899.