Você está aqui: Página Inicial > Notícias > PNCE promove seminário gratuito sobre exportação de produtos da floresta

Notícias

PNCE promove seminário gratuito sobre exportação de produtos da floresta

O evento ocorrerá no próximo dia 15 de março, a partir das 9h, no auditório da SUFRAMA.
por Enock Nascimento publicado: 10/03/2017 17h00 última modificação: 10/03/2017 19h30

As exigências e procedimentos necessários para a exportação de produtos que contenham matéria-prima de origem florestal – em especial madeiras e seus resíduos, palmitos e xaxim – serão abordados no seminário “Exportação de Produtos da Floresta”. O evento, promovido pelo Comitê Gestor do Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) no Estado do Amazonas, ocorrerá no próximo dia 15 de março, a partir das 9h, no auditório da SUFRAMA, e será ministrado por técnicos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelos endereços eletrônicos pnce.capacitacao@suframa.gov.br ou pnce.suplente@suframa.gov.br. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones: 3321-7256/3321-7274.

A coordenadora geral de Comércio Exterior da SUFRAMA, Sandra Almeida, destaca que o evento será o momento ideal para os interessados dirimirem dúvidas sobre as regras e procedimentos no processo de exportação de produtos oriundos da fauna e da flora da Amazônia. “Será uma ocasião muito oportuna também para que essas empresas recebam orientações gerais que poderão facilitar a venda desses produtos em outros países”, detalhou.

PNCE no Amazonas
Constituído em janeiro de 2016, o Comitê Gestor do Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) no Estado do Amazonas é coordenado atualmente pela SUFRAMA e conta com a participação de outras 14 instituições de âmbito estadual e federal. Em pouco mais de um ano desde sua implantação, o Comitê desempenhou uma série de atividades que visaram, fundamentalmente, à disseminação da cultura exportadora na região, com destaque, sobretudo, para a realização de cursos e capacitações técnicas, projetos de sensibilização e ações de atendimento e consultoria, que já possibilitaram benefícios diretos para mais de 70 empresas, em especial aquelas que comercializam produtos com matérias-primas amazônicas.