Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Polo Industrial de Manaus apresenta crescimento de 48,63% no faturamento de janeiro a julho de 2010

Notícias

Polo Industrial de Manaus apresenta crescimento de 48,63% no faturamento de janeiro a julho de 2010

Um dos itens que contribuíram para este crescimento foi a alta nas exportações.
publicado: 06/09/2010 00h00 última modificação: 29/04/2016 16h10

Os indicadores econômicos das empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) referentes ao período acumulado de janeiro a julho de 2010, elaborados pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), registraram nova alta no faturamento. Um dos itens que também contribuíram para este crescimento foi a alta nas exportações.

Nos sete primeiros meses do ano, o Polo faturou US$ 18,57 bilhões, valor 48,63% maior que o do mesmo período de 2009 (US$ 12,49 bilhões). As exportações alcançam a marca de US$ 629,12 milhões, crescimento de 40,38% comparado a igual período do ano anterior (US$ 446,05 milhões).O número de empregos gerados em julho foi 98.969, aproximadamente 10.500 empregos a mais que o número registrado em julho de 2009 (88.408).

Subsetor de atividade
O subsetor Eletroeletrônico inclusive com os Bens de Informática continua alavancando os dados dos Indicadores de Desempenho do PIM atualmente participa 45,02% do total do faturamento do Polo, com o valor acumulado de US$ 8,36 bilhões, aumento de 57,52% em comparação com o mesmo período de 2009. Logo em seguida aparece o setor de Duas Rodas, com a fatia de 20,12% e faturamento de US$ 3,74 bilhões – valor 37,51% maior que o registrado no ano anterior, quando o faturamento do setor foi de US$ 2,72 bilhões. Em terceiro lugar, o setor Químico, que representa 11,70% e apresentou faturamento de US$ 2,17 bilhões. O crescimento registrado pelo setor foi de 50,01% em relação a igual período de 2009, quando o faturamento foi de US$ 1,45 bilhões.

Também se destacaram no acumulado dos sete primeiros meses do ano, os subsetores Metalúrgico com faturamento de US$ 1,37 bilhão e Termoplástico, com saldo de US$ 1,00 bilhão, com um crecimento de 19,7% quando comparado com igual período de 2009.

Em relação aos subsetores que mais cresceram nesse período (janeiro a julho de 2010), comparado com o mesmo do ano passado, o subsetor Mecânico cresceu 104,54% (faturamento de US$ 683,79 milhões de janeiro a julho de 2010). O Madeireiro cresceu 72,03% (US$ 10,44 milhões) e o Têxtil 65,54% (US$ 6,79 milhões).

Produtos
As altas temperaturas foram responsáveis pelo aumento da produção em consequência da grande demanda de aparelhos de ar condicionados splits e de janela (corpo único). De janeiro a julho deste ano um dos destaques é o aumento de 360,59% na produção de unidades condensadoras para split system (400.396 unidades contra 86.932 unidades produzidas no mesmo período de 2009) e aumento de 216,31% das unidades evaporadoras para split system (268.274 unidades contra 84.813 unidades produzidas). Quanto aos aparelhos de ar condicionado de janela, o crescimento da produção foi de 179,33%, sendo 498.618 unidades fabricadas de janeiro a julho de 2010 e 178.505 unidades no mesmo acumulado do ano anterior.

Os televisores com tela de LCD apresentaram crescimento de 177,41%. Foram produzidas 4.353.203 unidades até julho deste ano e 1.569.240 unidades no mesmo período do ano passado. A produção dos televisores com tela de plasma aumentou 50,25%, sendo 232.992 unidades até julho de 2010, contra 155.067 de janeiro a julho de 2009.
Monitores com tela de LCD para uso em informática acumularam crescimento de 103,83% e registraram produção de 1.076.099 unidades de janeiro a julho de 2010, contra 527.944 unidades em igual período do ano anterior.

A recuperação da produção de motocicletas no PIM tem apresentado resultados positivos em relação ao ano passado. De janeiro a julho de 2010 foram produzidas 838.000 unidades, valor 6,47% maior do que as 787.062 unidades fabricadas no mesmo período de 2009.

Mercado Externo
A grande maioria dos produtos que compõem a pauta de exportação do Estado do Amazonas origina-se do PIM. Desta forma, o crescimento nas exportações do polo contribui diretamente para os números positivos registrados pelo Estado, em julho, quando o crescimento nas exportações foi de 44,39% em relação ao acumulado de janeiro a julho de 2009, com valor de US$ 656.94 milhões.

A Argentina lidera a lista dos países de destino dos produtos exportados, com um total de US$ 237,16 milhões , o que representa um crescimento de 35,14%. Logo em seguida, a Venezuela, com US$ 57,18 milhões, embora tenha registrado queda de -6,26% em relação ao mesmo período do ano passado, a Colômbia, com US$ 56.89 milhões e alta de 32,23% e o Chile, com US$ 44.66 milhões e significativo aumento de 578,43%. Os Estados Unidos aparecem em sétimo lugar, com US$ 33,49 milhões e crescimento de 49,29% e a China, em 14º, com US$ 5,63 milhões e aumento de 3,02%. A variável de crescimento das exportações mais expressiva foi a da Índia, com aumento de 1,115,42% (valor de US$ 5,34 milhões) em relação aos sete primeiros meses de 2009.

Em relação aos produtos mais exportados pelo Estado, os aparelhos de telefone celular aparecem no topo da lista, com valor de US$225,55 milhões. Logo em seguida, os concentrados para elaboração de bebidas (US$ 87,73 milhões), as motocicletas de 125 a 250 cilindradas (US$ 44,22 milhões) e os aparelhos de barbear não elétricos (US$ 30,87 milhões).

Os dados da pauta de exportação estão disponibilizados pelo Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores da Região Norte (Erenor). Fonte: Sistema Alice do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

registrado em: , ,